Política

3 de outubro de 2020 07:37

Cícero Almeida desiste de desistir de sua candidatura

Na manhã de sexta-feira (2), ex-prefeito de Maceió anunciou retirada de sua candidatura, mas no início da tarde voltou atrás

↑ Cícero Almeida garante candidatura à Prefeitura de Maceió, “independente da vontade do partido” (Foto: Sandro Lima / Arquivo)

A candidatura a prefeito de Cícero Almeida quase foi retirada. A informação de que o ex-deputado federal – e ex-prefeito da capital alagoana – renunciaria à disputa após um acordo nacional de seu partido, a Democracia Cristã (DC), com o deputado federal JHC (PSB) circulou fortemente no noticiário na manhã de sexta-feira (2), mas no início da tarde, ele decidiu manter a candidatura.

“Houve uma decisão do partido em renunciar minha candidatura, colocaram uma carta para que assinasse, mas não concordei. Conversei com o grupo, até porque temos uma parceria com o PTB e vamos continuar com a candidatura independente da vontade do meu partido. A partir de amanhã [sábado, 3] vai estar no ar, a partir de segunda-feira [5] com todas as redes sociais funcionando para que dê tudo certo.  Para quem estava comemorando nossa saída, pode deixar de soltar fogos”, explica Cícero Almeida à reportagem da Tribuna Independente.

Ele crê que o caso será judicializado pela DC, mas ressalta que o argumento da legenda é falta de recursos.

“Legalmente falando, perante o TRE [Tribunal Regional Eleitoral], não há nenhuma ilegalidade. Eles alegam falta de recurso e tempo de rádio e televisão. Só isso. Vamos para a rua, que é uma tevê aberta. Foi no meio da população que conseguimos todas as vitórias politicas. Não tenho medo da rua e vou para o meio do povo”, afirma Cícero Almeida.

Ele ainda diz considerar covardia renunciar uma candidatura bem posicionada nas pesquisas eleitorais.

“Seria covardia de minha parte ser abraçado por essa população que me dá quase 18% e por uma decisão partidária abandonar [a candidatura]”, comenta.

AMEAÇAS

À imprensa, Cícero Almeida relatou que há dias vinha sendo assediado para que renunciasse à candidatura à Prefeitura de Maceió, até mesmo com ameaças anônimas. Além disso, ele relatou pressão de dirigentes locais da DC.

JHC

Em nota, a assessoria do deputado federal JHC nega ter havido qualquer negociação entre seu partido e a DC para a retirada da candidatura de Cícero Almeida.

“As alegações de Almeida sobre a interferência de JHC são infundadas e imaginativas”, crava.

O parlamentar ainda destaca que a campanha do ex-prefeito de Maceió sequer começou de fato.

“Apesar de ter anunciado seu nome para a corrida eleitoral, o ex-prefeito da capital não havia começado a campanha, não possui contas em atividade nas redes sociais nem fez qualquer tipo de ação na rua”.

JHC também pondera que a saída de Cícero Almeida da disputa favoreceria outras candidaturas, como a de Davi Filho (PP).

“O anúncio de Almeida tem cunho especulativo. Vale ressaltar ainda que a saída tem potencial para beneficiar outros candidatos na disputa, já que na última pesquisa de intenção de votos divulgada pela Data Sensus, Davi Filho sobe 8% com a saída de Almeida”, completa a nota de JHC.

Fonte: Carlos Amaral – Editoria de Política

Comentários

MAIS NO TH