Política

13 de agosto de 2020 08:10

Oposição quer se fortalecer em Arapiraca

Vereadores se dividem e formam três grupos oposicionistas na Câmara municipal e podem complicar gestão de Fabiana Pessoa

↑ Vereadores de Arapiraca debatem a situação política na Câmara após a mudança de gestão na prefeitura do município da região Agreste (Foto: Davi Salsa)

Os primeiros dias de gestão da prefeita Fabiana Pessoa (Republicanos) ainda não evidenciaram uma articulação política capaz de formar uma base de apoio na Câmara de Vereadores de Arapiraca. Sem representação no Poder Legislativo, a prefeita recém-empossada precisa formar uma bancada para aprovar os projetos que serão enviados à Câmara pelos próximos dias.

Com o decreto de três dias de luto, pelo falecimento do prefeito Rogério Teófilo (PSDB), ocorrido na última sexta-feira (7), as atividades legislativas estão paradas, mas o movimento nos bastidores políticos continua intenso.

Os maiores prejuízos ficaram no ninho tucano. Com oito vereadores na Câmara, o partido ainda não definiu seu rumo.

“Ainda estamos consternados com o falecimento do prefeito Rogério Teófilo, e é necessário ter respeito, calma, serenidade e muita maturidade humana e política. O PSDB é um partido que está fortalecido, pois estamos em oito vereadores de mandato e, obviamente, no momento oportuno, será convidado para conversar com a nova gestora do município”, salienta a vereadora Aurélia Fernandes.

Os tucanos aguardam uma reunião mais ampla com o senador Rodrigo Cunha, que, segundo Aurélia Fernandes, já reuniu os candidatos do PSBD e está coordenando os diálogos do partido. “Nossa preocupação é com o melhor para Arapiraca”, acrescenta a vereadora, que teve o seu nome cogitado para ser pré-candidata a prefeita.

Contudo, Aurélia Fernandes afirma que o cenário político está aberto e ainda mantém sua pré-candidatura à reeleição.

A Tribuna manteve contatos com outros vereadores e a expectativa é uma só: que a prefeita Fabiana Pessoa consiga fazer o melhor possível para o município de Arapiraca, sobretudo devido ao pouco tempo que terá à frente da gestão, ou seja, quatro meses e duas semanas.

OPOSIÇÃO

O momento político na Capital do Agreste ainda é de incertezas. Existem três grupos distintos de oposição na Câmara de Vereadores.

Um formado pelos oito vereadores do PSDB, que ainda não declarou apoio à Fabiana Pessoa, além do grupo dos vereadores tidos como independentes, liderados pelo presidente Jario Barros, e os três vereadores do MDB: Léo Saturnino, Rogério Nezinho e Fábio Henrique.

Nos bastidores, há informações de que o deputado Tarcizo Freire (PP), que era aliado de Teófilo, iniciou as articulações para se lançar como pré-candidato à Prefeitura de Arapiraca, com o pensamento de atrair parte da oposição à prefeita Fabiana Pessoa. A legenda de Freire também não possui representação na Câmara.

Por outro lado, o MDB ainda não oficializou abertamente o nome do pré-candidato a prefeito, e o mistério ronda os nomes do vice-governador e ex-prefeito Luciano Barbosa, de seu filho Daniel Barbosa e o nome do deputado estadual Ricardo Nezinho.

Fonte: Tribuna independente / Davi Salsa

Comentários

MAIS NO TH