Política

9 de julho de 2020 20:58

Marx Beltrão trabalha para implementar Escolas Cívico-Militares em Coruripe e Maceió

Busca pelo investimento para iniciativa foi assegurada nesta quinta-feira

Os municípios de Coruripe e Maceió devem ser os primeiros contemplados de Alagoas com a implantação de Escolas Cívico-Militares. A busca pelo investimento para a iniciativa foi assegurada nesta quinta-feira (9) pelo deputado federal Marx Beltrão, em visita ao 59º BI Mtz Hermes da Fonseca e em reunião com o comandante do batalhão, Cel. Gadelha. A chegada desta modalidade de estabelecimento escolar vai beneficiar em muito a educação dos estudantes destes municípios.

“Vamos batalhar por este investimento junto ao MEC, ou por meio de emendas parlamentares. Alagoas precisar ter esta opção de escolas disponíveis para nosso alunado. Maceió como capital e Coruripe como município destaque na educação de Alagoas. Na visita de hoje, o Cel. Gadelha nos explicou a fundo o funcionamento destas instituições e nos deixo ainda mais seguros da necessidade de trazê-las para Alagoas, ao lado do ensino civil tradicional” disse Marx Beltrão.

Em fevereiro deste ano o MEC divulgou a lista de 54 escolas que passariam a funcionar no modelo cívico-militar no ano de 2020. O programa envolve gestão compartilhada de instituições de ensino entre professores e militares. O Ministério pode amparar as escolas do programa de duas formas: ou faz 1 repasse de R$ 1 milhão para o ano letivo, ou fornece militares reservistas das Forças Armadas às instituições de ensino. Até 2023, pretende-se implantar o modelo em ao menos 216 instituições.

Até o final deste ano, além das escolas no Rio Grande do Sul e no Pará que receberão neste ano cinco escolas cada, o MEC e o Exército vão implantar quatro escolas em Santa Catarina, Paraná e Goiás; três em Minas Gerais, Amazonas, Mato Grosso do Sul e Tocantins; duas no Acre, Amapá, Roraima, Ceará, Distrito Federal e Mato Grosso; e uma em Rondônia, Rio de Janeiro, Maranhão, Paraíba, Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte e São Paulo.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH