Política

8 de julho de 2020 07:55

Deputado diz que cloroquina não funcionou e pede para Bolsonaro ‘obedecer ciência’

Infectado com covid-19, Sóstenes Cavalcante teve 70% de seu pulmão afetado e diz que pensou em gravar vídeo de adeus à família

↑ Deputado federal Sóstenes Cavalcante (Foto: Reprodução)

O deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), colega de partido de Silas Malafaia e defensor do uso de cloroquina contra a covid-19, desenvolveu o quadro grave da doença e teve 70% de seu pulmão afetado. O parlamentar, que ficou 11 dias internado na UTI, usou o medicamento e afirma que de nada lhe adiantou.

Apesar de ainda defender o remédio e dizer que o isolamento social deve acabar, Sóstenes pede que o presidente Jair Bolsonaro, também infectado pela covid-19, “obedeça a medicina” durante seu tratamento.

Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, o deputado continua a endossar a tese bolsonarista de que a droga deve ser tomada no início do tratamento, algo que ele afirma não ter feito. “Mas, quando o vírus vem na forma mais grave, acho que nada resolve”, disse.

O presidente Jair Bolsonaro publicou um vídeo na tarde desta terça-feira (7) tomando um medicamento que seria um comprimido de hidroxicloroquina contra o coronavírus. O ex-capitão diz que tem remédios melhores, mas que confia no medicamento.

“Sabemos que nenhum tem a sua eficácia cientificamente comprovada, mas mais uma pessoa que está dando certo”, disse o presidente, que chega a rir antes de tomar o medicamento.

Fonte: Revista Fórum

Comentários

MAIS NO TH