Política

10 de abril de 2020 11:37

Advogado de Lula atribui a fake-news informação sobre CDB de Dona Marisa

↑ Advogado declarou que tudo já foi esclarecido ao juiz. (Arquivo)

 O advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, publicou uma nota sobre a nova fake news bolsonarista, acarretada por um erro de preenchimento no inventário de Dona Marisa Letícia.

O documento, já esclarecido, acabou atribuindo uma fortuna não existente numa das contas da ex-mulher de Lula, e serviu para os filhos de Jair Bolsonaro espalharem uma nova mentira contra o ex-presidente.

No documento, o advogado diz que é inverídica a informação de que o ex-presidente Lula e sua  esposa, a falecida Marisa Letícia seriam proprietários de uma CBD (Certificado de Depósito Bancário ) no valor de R$ 256 milhões. “O despacho, por equívoco, faz referências a debêntures que o próprio juízo reconhece não ter relação com os bens a partilhar (não há debêntures a partilhar quer em nome da falecida, quer em nome do inventariante)”, explica Zanin  na nota emitida na manhã de hoje.

O jurista  lamenta que, mais uma vez o nome da ex-primeira-dama do país seja utilizado  para produzir fakes-news em ataques à honra e memória.

A hastags #Avon está nos Trends do Twitter estimulada por  apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e robôs estimulados pela militância bolsonarista. O nome da empresa de cosmético refere-se a  uma das explicações da ex-primeira-dama sobre seus rendimentos.

O próprio Lula respondeu o que ele considera como notícias falsas: “Outro dia o Bolsonaro postou foto minha saindo do velório do meu neto. Agora o filho tuíta que a Dona Marisa deixou 256 milhões de herança. Se ela tivesse isso eu dava 80% pro juiz. E o resto pro filho do Bolsonaro fazer as fake news dele…”, disse Lula

 

 

 

Fonte: Redação

Comentários

MAIS NO TH