Política

8 de abril de 2020 07:47

Após críticas a Teófilo, vereador se filia ao PSDB em Arapiraca

Edvânio do Zé Baixinho vinha sendo crítico contumaz do prefeito

↑ Vereador Edvânio do Zé Baixinho era considerado oposição e agora está no partido do prefeito (Foto: Assessoria)

O comportamento do vereador Edvânio do Zé Baixinho vem causando surpresas no meio político de Arapiraca. Depois de anunciar o rompimento com o prefeito Rogério Teófilo (PSDB), no início do ano passado, o vereador endureceu o discurso contra a administração municipal, criticando obras paralisadas e denunciando supostas irregularidades na gestão.

Numa das sessões da Câmara de Vereadores, ocorrida no mês de maio do ano passado, Edvânio usou a tribuna, cantou parabéns e acendeu um fósforo, ironizando o aniversário de um ano da paralisação de uma praça localizada no Bairro Jardim Tropical.

Outro fato pitoresco da política arapiraquense ocorreu em outubro do ano passado, e também envolveu o vereador Edvânio do Zé Baixinho.

Ele desafiou o prefeito Rogério Teófilo, afirmando que renunciaria ao mandato de vereador, caso o gestor conseguisse concluir a obra de uma praça no bairro Baixa Grande até a data da emancipação do município, comemorada no dia 30 de outubro.

Dias depois a prefeitura reiniciou a obra e inaugurou a praça a toque de caixa. Sem argumento algum, o vereador voltou atrás e disse que não renunciaria mais.

Mas, como na política, no ditado popular, até boi pode voar, Edvânio do Zé Baixinho acaba de deixar o PSL e filiou-se ao PSDB de Teófilo.

Após passar um ano se esperneando e criticando duramente a gestão municipal, no final da semana passada Edvânio do Zé Baixinho ingressou no ninho tucano do prefeito, decepcionando vários eleitores e arapiraquenses que vinham aplaudindo a postura do vereador em defesa da população, que tem reclamado diariamente de obras paralisadas, buracos nas ruas e deficiência em serviços essenciais nas áreas de educação e saúde, principalmente.

Analistas políticos locais avaliam que Edvânio tinha chances de reeleição com a postura anterior no grupo de oposição e poderia ganhar mais apoiadores, uma vez que as pesquisas mais recentes de opinião pública apontam uma rejeição superior a 70% da gestão de Teófilo.

Fonte: Tribuna Independente / Davi Salsa

Comentários

MAIS NO TH