Política

30 de março de 2020 07:49

Datafolha: eleitores de Bolsonaro e Haddad agem diferente na pandemia

Entre os eleitores de Jair Bolsonaro, 32% disseram que deixaram de sair de casa para trabalhar; entre os de Fernando Haddad, esse percentual é de 42%

↑ Os eleitores de Bolsonaro fazem carreata a favor de sair de casa; os de Haddad ficam em casa (Foto: Roberto Parizotti e Rovena Rosa/Agência Brasil)

Uma pesquisa feita pelo Datafolha apontou que, entre os eleitores de Jair Bolsonaro, 32% disseram que deixaram de sair de casa para trabalhar, percentual que aumenta para 42% entre os eleitores de Fernando Haddad. Na população em geral, esse número é de 37%. Segundo autoridades de Saúde, o Brasil tem 4,2 mil casos da doença e 136 mortes.

De acordo com o levantamento do instituto, 50% dos eleitores do ex-capitão afirmam ter deixado de sair de casa para ir à escola, à faculdade ou a algum lugar. Este índice que sobe para 58% entre quem votou no ex-prefeito de São Paulo. O percentual é de 55% na população em geral.

Sobre o número de mortes no Brasil por causa do coronavírus, 43% dos bolsonaristas afirmam que serão muitas, ante 50% entre os eleitores de Haddad e 45% na população em geral.

Foram entrevistadas 1.558 pessoas de 18 a 20 de março. A pesquisa tem margem de erro de três pontos para mais ou para menos.

Comentários

MAIS NO TH