Política

18 de fevereiro de 2020 11:05

Renan Filho afirma que rateio do Fundeb depende dos deputados estaduais

Governador participou de sessão solene na volta das atividades da Assembleia Legislativa e garantiu que recurso está reservado, mas depende dos parlamentares para ser liberado

↑ Renan Filho afirma que rateio do Fundeb depende dos deputados para liberação (Foto: Sandro Lima)

As atividades do Parlamento alagoano foram retomadas nesta terça-feira (18) com a presença do governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), que na ocasião afirmou à Tribuna Independente que espera que os deputados estaduais aprovem o rateio do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) antes do carnaval. “O rateio do Fundeb é um direito do professor e o Estado só pode pagar com autorização do Legislativo. Eu vou fazer esse apelo hoje em nome da convergência”, afirmou o chefe do Executivo.

“O mais importante é que o rateio está garantido e vai ser pago. O recurso já está reservado. É sobra do orçamento do ano passado. Mas o ideal seria que fosse pago agora”, continuou.

Em contrapartida, o deputado estadual Bruno Toledo (PROS), criticou a falta de políticas públicas do Estado para reajuste salarial dos servidores da Educação. “Eu lamento profundamente que o rateio não tenha sido resolvido anteriormente. O governo do Estado não prioriza políticas públicas para dar aos professores um salário compatível com os recursos do Fundeb e deixa sempre uma sobra de valores que tem que ser repassada. Não é um favor”, criticou.

Toledo ressaltou que não faz parte da bancada governista e nem tem interesse, mas que se depender da oposição, o rateio será votado ainda essa semana.

Líder do governo na Casa, o deputado estadual Silvio Camelo (PV) defendeu a convivência salutar entre os poderes Executivo e Legislativo. “Quando existe essa harmonia é a sociedade quem tem a ganhar, então esperamos que continuemos a ter na Casa debates, audiências públicas e que possamos tratar das matérias vindas do Executivo com a responsabilidade que o Legislativo sempre tratou e que a sociedade merece”, disse.

Camelo afirmou que os deputados devem “se debruçar” para votar o rateio do Fundeb o mais rápido possível.

 

Fonte: Thayanne Magalhães

Comentários

MAIS NO TH