Política

18 de fevereiro de 2020 09:22

Mais turistas estão para chegar durante o Carnaval

Semtur estima que mais de oito mil visitantes vem à capital por vias aéreas

↑ Jair Galvão considera importante as parcerias com empresas aéreas (Foto: Jonathan Canuto)

A parceria com a empresa Azul linhas aéreas resultará no período do Carnaval em quase oito mil turistas a mais no feriado prolongado, a partir do dia 21/02. A informação é confirmada pelo titular da Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer (Semtur), Jair Galvão.

Em contato com o TH Entrevista, mais um produto da Cooperativa de Jornalistas e Gráficos do Estado de Alagoas (Jorgraf), publicada nesta hoje no portal Tribuna Hoje, o secretário afirma que, a empresa Azul já anunciou 74 voos extras com destino à Maceió. “Tem também os voos específicos como Recife e Belo Horizonte que possibilitarão que aproximadamente oito mil turistas possam conhecer as belezas de Maceió. Isto representa quase 40% da ocupação total da oferta de leitos de Maceió”.

De acordo com informações da Semtur, a ocupação hoteleira em Maceió está em expansão para atender a demanda de procura dos turistas pela capital de Alagoas.

“Estamos aumentando a nossa capacidade de leitos e novos hotéis estão se instalando na capital. Tivemos um incremento de 30 % no biênio anterior. Já temos quase 20 mil leitos e conseguir manter esta taxa de ocupação é muito importante para o setor. Nos feriados a ocupação está em media de 90%, que é o índice deste período carnavalesco. Hoje o índice deve estar beirando os 95% de ocupação de leitos. Caminhamos para um equilíbrio positivo na ocupação hoteleira na alta temporada junto com os outros segmentos de turismo de negócios como convenções e eventos esportivos”, aponta o secretário.

Para o secretário, as parcerias com empresas aéreas que fazem voos com destinos para a o Mercosul e para a Europa são fundamentais para atrair mais turistas para Maceió.

“O objetivo da prefeitura de Maceió é diversificar as praças emissoras, não somente o Brasil, mas também o mercado sul americano e o mercado europeu, a partir dos voos da Tap. Podemos agora diversificar as motivações das pessoas para virem a Maceió: turismo de lazer, turismo cultural, turismo gastronômico. Só indústria gastronômica de Maceió gerou R$ 150 milhões em impacto econômico. O negócio de eventos gerou quase R$ 50 milhões”, informa Jair Galvão.

Para o chefe do Turismo na capital alagoana, os investimentos para atrair turistas devem ter continuidade.

Plataformas ampliam escolha de estadia

 

Para Jair Galvão, as redes sociais têm um papel fundamental para divulgar as diversas opções turísticas que Maceió tem a oferecer. Junto ao planejamento e preparação da cadeia produtiva do turismo é possível fidelizar o turista. “Através das plataformas do Instagram e do Facebook, nós colocamos as informações com todas as opções para que o turista possa escolher e ter uma variedade de opções na sua estadia em Maceió”.

Ainda segundo o secretário, o importante é que o turista tenha várias opções no Carnaval para desfrutar em Maceió, seja através de blocos e folia ou praia e descanso. “Maceió é conhecido como um destino de famílias que buscam um lugar para descansar, mas sempre podemos agregar valor com outras opções de diversão. Maceió tem também esta tradição de blocos e de folia e a prefeitura investiu em espaços descentralizados nos bairros para garantir estrutura ao folião e ao turista poderem aproveitar a festa de momo”.

De acordo com o secretário há programas de formação para que todos os seguimentos envolvidos na recepção e atendimento ao turista possam prestar um serviço de excelência e fazer com que ele retorne a visitar Maceió.

“O turista precisa perceber que há um programa organizado e que envolve a prefeitura, os prestadores de serviço, os guardas municipais, os estabelecimentos comerciais, os taxistas para bem receber quem está chegando. Temos até um programa de idiomas para os prestadores de serviço poderem comunicar-se melhor com os turista que vem do Mercosul”, finaliza Jair Galvão.

Fonte: Tribuna Independente / Jairo Silva

Comentários

MAIS NO TH