Política

14 de fevereiro de 2020 10:18

PSC não confirma Alfredo Gaspar

Partido reúne apoiadores para tratar das disputas municipais; nome do procurador-chefe do MPE tem sido cotado para a sigla

↑ Para Renato Filho, o atual momento do PSC é formar grupos fortes para disputas de prefeito e vereador (Foto: Sandro Lima)

O presidente nacional do Partido Social Cristão (PSC), pastor Everaldo, participou ontem (13) de um encontro com o partido estadual em um hotel de Maceió que reuniu políticos da capital e mais de 30 municípios de Alagoas. Ainda sem apontar nomes para a Prefeitura de Maceió, o pastor disse para a Tribuna Independente que o encontro foi marcado para dar boas-vindas aos novos filiados.

“Hoje não temos nenhum nome para ser anunciado. Vou citar o seguinte: Jesus e Mateus no capítulo 6, versículo 34, diz que a cada dia, basta a sua oportunidade. Então o nosso momento hoje é de instalação do partido, de receber as pessoas que chegaram e organizar para que até o prazo da legislação eleitoral, no início de abril, tenhamos um nome para ser anunciado. Até lá estaremos realizando um balanço geral”, afirmou o pastor Everaldo.

Sobre a especulação em torno do procurador-chefe do Ministério Público do Estado (MPE), que seria apontado como pré-candidato à prefeitura de Maceió pelo PSC, o presidente estadual do partido, Renato Filho, não confirmou a informação.

“Eu fiquei sabendo do nome de Alfredo Gaspar pela imprensa e para nós seria uma honra tê-lo em nosso partido. É um grande nome para disputar a prefeitura de Maceió, mas não vamos anunciar nenhum nome hoje”, disse o Renato Filho, que é prefeito do Pilar.

Renato Filho contou que o PSC formou 50 diretórios em Maceió e deve anunciar candidaturas para prefeito e vice-prefeito em cerca de 20 municípios de Alagoas, além de formar chapas para vereadores em 50 cidades alagoanas. “Tudo ainda é especulação. Hoje é o dia do fortalecimento do partido”, reforçou.

Sobre a possível candidatura do pai, o médico Renato Resende Rocha para compor a chapa majoritária como vice-prefeito de Maceió, Renato Filho disse que a vocação do pai é a medicina.

“Talvez por ele ser muito atuante e acompanhar meus trabalhos no Pilar, ele tenha ficado em evidência e as especulações surgiram. Porém, cabe a ele essa decisão. O que posso dizer é que ele tem uma agenda muito cheia e sua vocação é a medicina”, opinou.

O governador Renan Filho (MDB) participou do encontro e disse que estava presente para prestigiar o novo presidente do PSC, Renato Filho, e para dar boas-vindas ao pastor Everaldo.

MDB defende disputa racional e Lessa busca apoio à pré-candidatura

Ainda no evento do Partido Social Cristão (PSC), governador Renan Filho (MDB), foi além da tratativa para receber o presidente nacional da sigla, Pastor Everaldo. O chefe do Poder Executivo alagoano falou sobre os avanços do Estado, bem como de o seu partido ter candidato próprio nas eleições em Maceió.

“O papel do PSC é importante na construção da aliança política necessária para fazer com que Alagoas continue avançando. O estado precisa continuar no caminho da mudança, melhorando a vida das pessoas, gerando emprego, melhorando a segurança pública, a saúde, a educação, e essa aliança política de sustentação do nosso governo é fundamental. Vamos conversar com a nossa aliança para que em algumas cidades apoiemos o candidato do PSC, e o candidato do PSC nos apoie em outra cidade que sejamos candidatos e assim sucessivamente. Queremos uma disputa racional, leal e decente”, argumentou o governador Renan Filho em contato com a reportagem da Tribuna Independente.

Em Maceió, na última eleição municipal, o MDB apostou candidatura do ex-prefeito Cícero Almeida, que foi gestor da capital alagoana por dois mandatos consecutivos. No entanto, apesar de ter ido para o segundo turno, Almeida perdeu a eleição para o atual prefeito Rui Palmeira (PSDB).

O MDB não tem obtido êxito quando o assunto é a eleição para a Prefeitura de Maceió.

Quem também estava presente no encontro foi Ronaldo Lessa, presidente do Diretório Estadual do Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele contou para a Tribuna Independente que estava em busca de apoio para a sua pré-candidatura à Prefeitura de Maceió.

O PDT ainda pode apostar numa candidatura do ex-deputado estadual, Judson Cabral para a capital alagoana, porém o próprio Judson informou que há muito debate para saber quem será o candidato no pleito deste ano.

Fonte: Tribuna Independente / Thayanne Magalhães

Comentários

MAIS NO TH