Política

16 de janeiro de 2020 08:42

Vice de Rogério Teófilo pode compor com Barbosa

Deputado Severino Pessoa espera que vice-governador seja candidato em Arapiraca

↑ Luciano Barbosa em recentes conversas com o atual deputado Severino Pessoa; ambos acreditam que Arapiraca precisa retomar o desenvolvimento (Foto: Reprodução)

A aliança política entre o vice-governador Luciano Barbosa (MDB) e o deputado federal Severino Pessoa (Republicanos) já é fato consumado.  Na opinião de analistas, a união das duas lideranças políticas de Arapiraca poderá decidir a eleição municipal deste ano e ainda ter influência direta no pleito de 2022.

De acordo com o deputado federal Severino Pessoa,  Arapiraca precisa retomar o seu desenvolvimento e voltar a ser a metrópole do futuro. Segundo ele, sua esposa, Fabiana Pessoa, pode ser indicada como vice, caso Luciano seja o cabeça  da chapa majoritária.

Atualmente, Fabiana é vice-prefeita de Arapiraca, mas não participa da gestão do prefeito Rogério Teófilo (PSDB), com quem rompeu em maio de 2018 após discordar de algumas decisões do gestor tucano.

Fabiana é considerada peça fundamental na política de Arapiraca graças à sua atuação no município, além de ter como principal aliado o marido e deputado em segundo madanto, Severino Pessoa.

A união de Luciano Barbosa e Severino Pessoa deverá mudar todo o xadrez político do segundo maior colégio eleitoral do estado.  Apesar de já ter anunciado que vai para a reeleição, o prefeito Rogério Teófilo (PSDB) deverá refazer as contas, pois a união de Barbosa e Pessoa vai agregar vários nomes que já se lançaram como possíveis pré-candidatos ao cargo de prefeito do segundo município mais importante de Alagoas.

Antes da confirmação feita pelo deputado estadual, ele e o vice-governador Luciano Barbosa apareceram juntos, ultimamente, em alguns eventos da cidade, o que leva a crer que dessa forma continuarão até e durante o pleito eleitoral deste ano.

Pesquisas recentes apontam que a atual gestão amarga uma altíssima rejeição e que mais de 80% dos arapiraquenses não pretendem reeleger o atual gestor.

Apesar de a campanha política iniciar oficialmente somente no mês de agosto, já é possível ver os blocos nas ruas e as articulações estão pra lá de adiantadas.

Fonte: Tribuna Independente / Davi Salsa

Comentários

MAIS NO TH