Política

14 de janeiro de 2020 08:57

Avante tem pré-candidato a prefeito de Maceió

Partido lançou, no último sábado (11), Ricardinho Santa Ritta para disputar a eleição à Prefeitura este ano

↑ Ricardinho Santa Ritta (ao centro) é saudado pelo público e lançado pré-candidato a prefeito (Foto: Divulgação)

O partido Avante lançou o nome do empresário Ricardinho Santa Ritta como pré-candidato à Prefeitura de Maceió no último sábado (11). A aposta da legenda, além do perfil “outsider” do nome escolhido, é o de debater os problemas cotidianos da capital alagoana.

“Pretendemos provocar a sociedade neste momento para uma discussão em torno de pautas propositivas. A conversa eleitoral sobre partido A com B. Quem é vice de quem. Fica para agosto, nas convenções partidárias”, diz Ricardinho Santa Ritta. “Acreditamos que a pré-campanha é o momento de dialogar sobre temas que sejam relevantes ao cidadão. Serviço de saúde, rede municipal de ensino, mobilidade urbana, iluminação pública, conservação de praças, projetos de inclusão social, estímulo à abertura de empresas, políticas de saneamento básico visando melhoria de saúde e investimento no turismo”, completa o pré-candidato do Avante à Prefeitura de Maceió.

O lançamento de Ricardinho Santa Ritta contou com a presença do deputado federal Luís Tibé, presidente nacional do Avante, além da presença de lideranças políticas locais, como o deputado estadual Davi Maia (DEM) e do ex-governador Ronaldo Lessa (PDT), também pré-candidato à Prefeitura de Maceió.

“Hoje estamos aptos a conversar com os demais partidos. Nosso encontro reuniu líderes políticos importantes. O governador Ronaldo Lessa, que é pré-candidato do PDT. Também o deputado Davi Maia do DEM que é um dos principais interlocutores desta eleição. Defendo a união dos candidatos que representam a renovação das novas forças políticas. Os vereadores Ana Hora, do PSD, Chico Filho, do PP e e o líder do governo na Câmara Municipal, Samyr Malta [PTC], mostrando a pluralidade do Avante na relação com demais partidos”, comenta.

Ele ainda ressalta que conversas com as forças políticas já haviam sido iniciadas antes mesmo do evento deste sábado.

“Estamos com a liberdade necessária para construir convergências em torno de soluções para a sociedade e nossa cidade”, diz.

REDES SOCIAIS

Ricardinho Santa Ritta é bastante ativo nas redes sociais. Ele destacou uma ferramenta do Avante para identificar perfis que discutem política na internet.

“Temos uma ferramenta, que foi apresentada no Encontro Estadual, que se chama ‘Digital Avante’. Um mecanismo de inteligência artificial que busca novos quadros que utilizam das redes sociais para falar de políticas públicas e tentar discutir soluções aos problemas da sociedade”, comenta.

CURRÍCULO

Ricardinho Santa Ritta é ex-secretário Nacional de Irrigação no Ministério da Integração e foi assessor especial do Ministério do Turismo, no Ministério da Pesca e no Ministério da Agricultura. É bacharel em Administração, com MBA em Marketing, tem especialização em Cidades Inteligentes pelo Instituto Europeu de Design (IeD) e formação executiva em Planejamento Urbano pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

RENOVABR

Ricardinho Santa Ritta é membro do RenovaBR, grupo que atua na formação de lideranças políticas em todo o país e tem como um dos idealizadores o apresentador de TV Luciano Huck. O deputado estadual Davi Maia também é membro do RenovaBR.

Possibilidade de aliança política é real, diz Ronaldo Lessa

 

Pré-candidato do PDT à Prefeitura de Maceió, Ronaldo Lessa esteve presente ao encontro do Avante, que lançou neste sábado, o nome de Ricardinho Santa Ritta para o pleito de outubro. Questionado sobre a possibilidade de aliança, o ex-governador – que também já foi prefeito da capital alagoana – diz que sim, ela existe.

“Existe [possibilidade de aliança]. Em princípio, o PDT quer ter candidato próprio no primeiro turno e o Avante lançou a pré-candidatura do Ricardinho. Teoricamente, se não mudar, não houver nenhuma aliança para o primeiro turno, ficar mantidas as candidaturas, tanto a do Ricardinho quanto a nossa do PDT, pode ter aliança num segundo turno”, diz Ronaldo Lessa.

O trabalhista destaca conversas com outros partidos e lideranças políticas durante sua pré-campanha à Prefeitura de Maceió.

“O bom relacionamento, o diálogo, é o que tenho procurado. Eu fui ao Podemos; tenho conversado com o Cidadania; com a Heloísa Helena, da Rede. Quer dizer, eu tenho buscado um campo onde possa, efetivamente, construir uma frente. Quer seja no primeiro turno, quer seja no segundo turno. Há espaço para eu conversar com o PCdoB, apesar de o partido ter o Cícero Filho como pré-candidato à Prefeitura”, relata. “Tudo é válido em política, sobretudo quando se está discutindo no respeito ao provável adversário ou não, mas os campos são iguais. Na democracia cabe esse raciocínio”, completa Ronaldo Lessa.

O PDT já compôs a base do governador Renan Filho (MDB) e do prefeito Rui Palmeira (PSDB). Contudo, nunca deixou de ter boa relação com tucano. Daí, especula-se que Ronaldo Lessa pode acabar sendo o nome do prefeito à sucessão em Maceió, caso o PSDB não encontre um nome competitivo e chegue a um consenso interno sobre quem apoiar ou lançar nesta eleição.

“Ainda é cedo para falar em acordos”

 

Para o deputado estadual Davi Maia, que preside o DEM em Maceió, ainda é cedo para falar em alianças para as eleições deste ano. O parlamentar destaca a relação pessoal com o Ricardinho Santa Ritta e sua atuação ao propor discussões sobre a capital alagoana.

“Ricardinho é um amigo pessoal e vem discutindo a política e a cidade de Maceió. Tem um papel fundamental nessa campanha. É cedo para falar em alianças, até porque tenho que escutar o DEM e o grupo que faço parte, tem o Rui [Palmeira], o JHC [João Henrique Caldas, PSB], muita gente. Vamos trabalhar para ver como isso vai acabar”, diz Davi Maia.

O DEM comanda a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Maceió. O titular da paste é José Thomaz Nonô, ex-vice-governador, ex-deputado federal e presidente estadual do partido. O próprio Davi Maia já comandou a Superintendência de Limpeza Urbana (Slum) na gestão Rui Palmeira, hoje Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável.

Ainda em junho de 2019, o deputado estadual adiantou à Tribuna que o DEM, apesar de priorizar o diálogo com partidos da base de Rui Palmeira, estava em conversas com legendas fora desse campo.

“Nós temos grandes nomes no DEM, como das nossas vereadoras e o presidente estadual, que vêm desenvolvendo um grande trabalho à frente da Secretaria Municipal de Saúde. Queremos muito ampliar o nosso espaço na Câmara de Vereadores em 2020, com a vinda de parlamentares de mandato como o vereador Siderlane Mendonça e a conquista de novas cadeiras, novas lideranças. É hora de conversar e isso nós estamos fazendo muito”, disse Davi Maia à época.

Fonte: Tribuna Independente / Carlos Amaral

Comentários

MAIS NO TH