Política

12 de dezembro de 2019 09:06

Aprovada, UP terá candidaturas em três regiões de Alagoas

Sigla terá o número 80 nas urnas

↑ Magno Francisco, um dos entusiastas da UP, destaca organização para candidaturas a prefeito e vereador (Foto: Sandro Lima/arquivo)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta semana a criação do partido Unidade Popular (UP), que será a 33ª legenda em funcionamento no país. A legenda atuará no campo político da esquerda e com ideais socialistas. A sigla terá o número 80 nas urnas e já poderá lançar candidaturas para disputar as eleições de 2020, quando serão eleitos prefeitos e vereadores em todo o País.

A Unidade Popular apresentou 497,2 mil assinaturas de apoio, divididas em 15 estados, e, segundo o TSE, preencheu os requisitos previstos em lei.

Em Alagoas, um dos entusiastas para criação do partido, inclusive indo para rua coletar assinatura para a criação da legenda foi o professor da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) Magno Francisco. À Tribuna Independente, ele falou sobre a estruturação do partido e se a UP estará presente nas eleições do ano que vem.

“A Unidade Popular representa uma alternativa política da classe trabalhadora para resgatar a esperança do povo e um programa que representa a trajetória da luta popular. Aqui em Alagoas estamos organizados na capital, Agreste e Sertão. Vamos ter candidaturas nessas regiões. Aqui em Maceió também apresentaremos uma chapa completa para a disputa da Câmara de Vereadores e a Prefeitura”.

Em fevereiro do ano passado, o partido ainda estava em processo de legalização junto ao TSE e na ocasião Magno Francisco concedeu entrevista ao TH Entrevista – do portal Tribuna Hoje, na qual ele falou sobre a UP e que ela tem por objetivo “resgatar um conjunto de pautas históricas da classe trabalhadora”.

“A UP nasceu no conjunto das grandes mobilizações que ocorreram no país em junho de 2013. Reunimos vários setores dos movimentos sociais: estudantes, trabalhadores, mulheres, sindicalistas e movimento de trabalhadores sem teto. Passamos um bom tempo debatendo o que deveríamos fazer diante daquela conjuntura que se apresentava, não apenas no país, mas no mundo, de crise do capitalismo e de falência da social democracia”, pontuou na época.

REFERÊNCIA

Unidade Popular é o nome da frente de partidos do Chile que deu sustentação ao governo socialista de Salvador Allende, derrubado em 1973 por um golpe militar.

Em manifesto publicado em uma rede social, o partido se define como socialista e defende a justiça social.

“Para realizar profundas transformações sociais no Brasil e interromper a ofensiva reacionária é necessária a união de todos os setores da esquerda revolucionária, dos socialistas, dos comunistas, e de todos que lutam contra o imperialismo e a exploração capitalista”, diz o texto.

Fonte: Tribuna Independente / Carlos Victor Costa

Comentários

MAIS NO TH