Política

19 de outubro de 2019 09:48

Irineu Torres volta a presidir Sindifisco a partir de 2020

Para atual presidente do Sindifisco-AL, Lúcia Beltrão, chapa única reflete a unidade fiscal e referenda a credibilidade que a categoria deposita no sindicato.

Os auditores fiscais da receita estadual vão às urnas hoje, sábado, dia 19, para eleger a nova composição da diretoria executiva e do conselho fiscal do Sindifisco-AL para o biênio 2020/2021. A eleição acontece das 8 às 17 horas, na sede da entidade. Candidato de consenso, Irineu Torres voltará a presidir o sindicato pela quinta vez, após ter liderado a categoria durante o período de 1992 a 1999.

Veterano no movimento sindical, Irineu teve papel preponderante no episódio do escândalo das Letras do Tesouro Estadual e na investigação do assassinato do tributarista Sílvio Vianna. Sempre esteve às voltas com os louros das conquistas e os espinhos dos obstáculos. Apesar de todas as dificuldades foi um dos principais responsáveis pela construção da imagem e da boa reputação que o sindicato carrega até hoje.

Para atual presidente do Sindifisco-AL, a também veterana do movimento sindical, Lúcia Beltrão, o fato de haver apenas uma chapa concorrendo ao pleito, antes de qualquer coisa, reflete a unidade fiscal e referenda a credibilidade que a categoria deposita no sindicato.

Lúcia Beltrão, que ocupará o cargo de 1ª secretária na gestão de Irineu, salienta a importância da categoria permanecer unida para avançar nas lutas e conquistas.

“Somos todos auditores fiscais, somos todos Sindifisco e permaneceremos unidos para enfrentar com dignidade e elevada autoestima os problemas que virão”, resumiu.

Também fazem parte da nova composição do Sindifisco nomes conhecidos no cenário político local, como o ex-deputado estadual Antônio Carlos Resende (Cacalo), o ex-vereador por Maceió e vice-presidente do sindicato em diversos períodos, Aderval Viana, e a também ex-presidente da entidade por duas gestões consecutivas Olga Miranda.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH