Política

17 de setembro de 2019 14:40

MP recolhe em operação documentos suspeitos de fraude contra a administração pública

Atual gestão em Monteirópolis está sendo investigada por suspeita de contratos ilegais

↑ Operação do MP em Monteirópolis (Foto: Ascom MP/AL)

O Ministério Público Estadual de Alagoas (MPAL) deflagrou, na manhã desta terça-feira (17), uma operação para cumprimento de mandado de busca e apreensão contra na Prefeitura e secretarias municipais de Monteirópolis, no sertão alagoano. A atual gestão está sendo investigada por suspeita de contratos ilegais.

A apuração está sendo conduzida pelo procurador-geral de justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto. Segundo ele, foi instaurado um PIC – procedimento investigatório criminal – para apurar as denúncias recebidas por meio de uma representação protocolada no MPAL, que apresentou informações sobre supostas irregularidades na contratação dos mais diferentes tipos de serviços na administração do prefeito Mailson de Mendonça Lima.

Há suspeitas de contratos ilegais em locação de veículos, serviço de dedetização, manutenção de prédios, realização de pequenos reparos, limpeza urbana e compra de produtos de informática.

O recolhimento de possíveis provas

O mandado de busca e apreensão está sendo cumprido na Prefeitura e nas Secretarias Municipais de Administração, Finanças, Saúde e Educação pelos promotores de justiça Humberto Bulhões e Vicente Porciúncula, que integram a Assessoria Técnica do procurador-geral de justiça, e Paulo Victor Sousa Zacarias, da Promotoria de Justiça de Olho d’Água das Flores, que também engloba a cidade de Monteirópolis.

Todo o material apreendido será levado para a sede do Ministério Público Estadual e servirá de base para a continuidade das investigações.

A ação conta com o apoio do Gaeco e da Polícia Militar.

Fonte: Ascom MP/AL

Comentários

MAIS NO TH