Política

13 de setembro de 2019 09:25

Bolsonaro já teria escolhido general para substituir Moro, especulam jornalistas

Pró-ditadura e filiado ao PSDB, Guilherme Teophilo pode ser o substituto do ex-juiz na Justiça

↑ General Guilherme Teophilo ao lado de Sérgio Moro (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A queda do ministro da Justiça, Sérgio Moro, já é vista como certa nos bastidores do Planalto. Nesta quinta-feira (12), uma longa reportagem da Revista Época detalha os motivos para a saída de cena do ex-juiz federal e, pelas redes, o nome do general Guilherme Teophilo (PSDB), Secretário Nacional de Segurança Pública, tem sido apontado como sucessor do “super Moro”.

Humilhado por Jair Bolsonaro (PSL) e com cada dia menos poder dentro do governo, Sérgio Moro já estaria de malas prontas para desembarcar do governo. Segundo o colunista Guilherme Amado, da Época, Moro já definiu qual seria sua gota d’água: a demissão de Maurício Valeixo da direção-geral da Polícia Federal (PF) e sua substituição por alguém que não seja indicado pelo Ministério.

Ciente que a fritura pode gerar uma queda do ex-juiz federal, o presidente já teria um substituto para o posto. O general Guilherme Teophilo, candidato ao governo do Ceará pelo PSDB e nomeado por Moro para a Secretaria Nacional de Segurança Pública, seria o escolhido para função. O tucano é defensor do golpe militar e diz que não houve ditadura militar no Brasil, mas um “contragolpe democrático” com o objetivo de desmontar uma “estrutura comunista” que levaria o país ao socialismo.

O nome de Teophilo passou a circular com uma certa força nas redes bolsonaristas nos últimos dois dias após uma declaração de que ele, ao lado de Moro, teria desarticulado o PCC e o Comando Vermelho, indicando que ele pode receber uma apoio da base do presidente caso as especulações se confirmem.

 

Fonte: Revista Fórum

Comentários

MAIS NO TH