Política

10 de setembro de 2019 08:23

Em eleição direta, PT de Maceió reelege presidente

Militante LGBTI, Marcelo Nascimento foi reconduzido pela militância ao comando do partido com 62% dos votos

↑ Em nota oficial, presidente Marcelo Nascimento declara que partido irá enfrentar grandes desafios (Foto: Assessoria)

Marcelo Nascimento foi reeleito presidente do Diretório Municipal de Maceió do PT com 62% dos votos. As eleições aconteceram no auditório do Sindicato dos Bancários de Alagoas neste domingo (8) e contou com duas chapas.

Segundo informações do partido, aproximadamente 600 militantes participaram do processo de eleição que reconduziram Marcelo Nascimento para um segundo mandato de 02 anos. O professor Luiz Gomes (prof. Luizinho) ficou em segundo lugar, com 38% dos votos. Além de escolher a coordenação municipal, os filiados também definiram a proporcionalidade para a participação no VII Congresso Estadual do partido, que acontecerá em outubro.

Em nota oficial, o presidente municipal reeleito Marcelo Nascimento, declara que o partido irá enfrentar grandes desafios.

Segundo Marcelo, “devemos enfrentar esses desafios envolvendo todos os petistas numa grande campanha de mobilização e de debate capaz de atrair nossa mais ampla base política, mulheres, jovens, LGBTI, estudantes, professores e militantes sociais. Só assim estaremos promovendo o surgimento de novos caminhos, novas lideranças e dirigentes, a partir de um profundo balanço e definição de nova estratégia”.

Ainda em nota, Marcelo Nascimento conclama os filiados do partido para participarem de todo o processo de debate proporcionado pela organização do VII Congresso do PT, que vai do PED até o VII Congresso Estadual e Nacional.

“Os filiados e filiadas sempre atenderam o chamamento do partido para discutir sua concepção política, institucional e ideológica, mesmo nos períodos de maior perseguição judicial, política e midiática com grande sucesso de mobilização política em defesa do legado do PT, como vem acontecendo nos últimos PEDs”, finaliza o presidente reeleito.

CONGRESSO

Considerado um dos maiores partidos políticos do Brasil, o PT realizou o processo de escolha de suas executivas municipais através do Processo de Eleições Diretas, mais conhecido como PED.

Este é o primeiro momento de organização e debate para o VII Congresso do partido, o PED em Alagoas acontece em 63 municípios, mobilizando aproximadamente 15 mil filiados.

Até a tarde desta segunda, segundo informações de filiados ao PT, o único nome já posto para a disputa à presidência estadual do partido é o de Ricardo Barbosa, que é o atual presidente da sigla.

Presente em mais de 4.187 diretórios em todo país, o PT mobilizou seus militantes para participar do processo.

Arapiraca também tem novo presidente no diretório municipal

Eleito para o mandato até 2021, Joãzinho do PT sucede Jade de Albuquerque Rodrigues, eleita no pleito de 2017. De acordo com o novo presidente do diretório municipal as expectativas de participação dos filiados foram além daquilo que se esperava, inclusive com ampliação de filiações. “Estamos num processo de crescimento do partido e, apesar da perseguição ao PT, conseguimos ampliar o número de filiados aqui em Arapiraca e em todo o estado”.

Segundo informações do diretório municipal, 449 filiados compareceram à Casa da Cultura para participar do PED. Participaram do pleito as chapas ‘PT é pra lutar’, ‘Geração consciente Lula Livre’, ‘PT luta democrática pelo socialismo’ e ‘Lula livre pra mudar Arapiraca’, onde a mais votada foi ‘PT é pra lutar’, com 136 votos. Para presidente municipal, foi eleito Joãozinho do PT com 237 votos, com percentual de 57,6% dos votos válidos.

Joãozinho do PT, eleito presidente do partido em Arapiraca, garante chapa competitiva a vereador (Foto: Divulgação)

De olho nas modificações que ocorrerão nas eleições do ano que vem, como a clausura de barreira, onde a partir de 2020, os partidos não poderão mais fazer coligações partidárias nas eleições para deputados e vereadores, o partido irá discutir as coligações e nomes a serem indicados. Os partidos poderão ‘se juntar’ somente na eleição majoritária (prefeito), devendo concorrer isoladamente nas eleições proporcionais (vereadores).

Questionado pela reportagem da tribuna sobre as eleições em 2020, o presidente afirma que ainda é cedo para afirmar algum nome e que outros processos serão desenvolvidos até a eleição. “Sabemos que a clausura de barreira poderá nos fazer ter uma candidatura própria para prefeito aqui e que isso será um fato inédito em Arapiraca. Precisamos amadurecer as propostas e construir um programa, e com isso, pensar em candidatos e coligações”.

De qualquer maneira, Joãozinho afirma que o partido fará uma discussão interna sobre nomes e futuras coligações. “Precisamos construir uma proposta que atenda a população de Arapiraca e que esteja dentro dos nossos princípios”.

Já em relação ao pleito para vereador, ele é categórico, “temos bons nomes e iremos para a disputa com boas chances de vitória”.

Fonte: Tribuna Independente / Jairo Silva

Comentários

MAIS NO TH