Política

9 de setembro de 2019 08:54

Lava Jato engavetou inquérito de espionagem antes de PF encerrar investigação

Procuradores pediram de forma "abrupta e antecipada" o arquivamento de uma investigação de grampo na cela do doleiro Alberto Youssef

↑ Alberto Youssef (Foto: Reproduçã)

Procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba pediram de forma “abrupta e antecipada” o arquivamento de uma investigação sobre espionagem, por meio de grampo, na cela do doleiro Alberto Youssef.

A denúncia é do delegado responsável pelo caso, segundo a Folha de S.Paulo.

A investigação da PF tentava descobrir o que motivou a instalação da escuta e se houve tentativa de abafar internamente o caso.

“Os procuradores atipicamente requerem o arquivamento do inquérito policial, antes mesmo da realização de diligências básicas e da confecção do relatório final”, disse o delegado Márcio Magno Carvalho Xavier, em manifestação à Justiça Federal, informa a Folha.

O documento foi assinado em junho de 2017. Magno Xavier, à época corregedor de assuntos internos da Polícia Federal, em Brasília, tentava estender o prazo do inquérito.

O pedido do Ministério Público Federal para engavetar o caso foi aceito pelo juiz federal do Paraná Nivaldo Brunoni.

Fonte: Brasil 247

Comentários

MAIS NO TH