Política

12 de junho de 2019 15:12

PT de Maceió vai interpelar judicialmente Flávio Moreno por difamação

Presidente do PSL em Alagoas tem afirmações contestadas pelo diretório do Partido dos Trabalhadores da capital

↑ Flávio Moreno foi candidato ao Senado, porém não obteve êxito (Foto: Sandro Lima / Arquivo)

O presidente do Diretório Municipal do PT em Maceió, Marcelo Nascimento, decidiu interpelar judicialmente o presidente estadual do PSL, Flávio Moreno. Ele contesta afirmações feitas por Moreno ao site GazetaWeb em entrevista ao repórter Marcos Rodrigues publicada nesta segunda-feira, 10 de Junho, sobre o PT. Ao site, Moreno afirma que “O partido de ladrões, cujos seus principais líderes estão presos ou investigados, querem que o ministro Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol sejam investigados. É o cúmulo do absurdo. A teoria Lulista é anular o maior assalto aos cofres públicos já visto no país e aos brasileiros, para punir quem investigou”.

Para Nascimento, as alegações são leviandade e caracterizam verdadeira agressão gratuita e irresponsável ao atribuir a uma entidade partidária com mais de 2 milhões de filiados a prática coletiva e premeditada de qualquer ilícito.

Ainda segundo o presidente do PT em Maceió, “o presidente do PSL, que é calouro na política, deveria zelar pela convivência respeitosa e diplomática entre as legendas, reservando-se de tecer qualquer julgamento pejorativo ou depreciativo aos milhões de homens e mulheres de bem que integram o Partido dos Trabalhadores em todo país. O debate político deve fundamentalmente promover as idéias, pontos de vistas e narrativas políticas, mais jamais desqualificar as instituições democráticas no Estado de Direito. Moreno incorre no equívoco de, na falta de argumentos sólidos pra defender o juiz Moro e o procurador Dallagnol, acusados de parcialidade e conluio na operação Lava Jato, utilizar-se de afirmações difamatórias e caluniosas para atingir a imagem do maior partido de esquerda da América Latina”, afirma Nascimento.

O Partido dos Trabalhadores em Maceió ao ingressar com ação judicial contra o presidente do PSL Alagoas pretende solicitar retratação pública visando esclarecer e extinguir perante a opinião pública as ofensas difamatórias contra a honra da instituição partidária, crime este tipificado no artigo 139 do Código Penal Brasileiro. Neste sentido, qualquer filiado do PT que sinta-se constrangido e tenha sua honra atingida poderá também individualmente interpelar judicialmente o difamador.

Fonte: Assessoria do PT / Maceió

Comentários

MAIS NO TH