Política

12 de junho de 2019 08:54

Marx Beltrão quer captar mais recursos para biotecnologia

Deputado garantiu buscar meios de ampliar investimentos no setor

↑ Deputado federal Marx Beltrão (Foto: Reprodução)

A entrada em funcionamento na cidade de São Miguel dos Milagres da primeira estação de biotecnologia para tratamento de efluentes, inaugurada na última sexta-feira (7), é um projeto ambicioso com o objetivo de fazer com que o município tenha pelo menos 80% de seu território, em dois anos, atendidos por essa estação com tecnologia australiana. Essa primeira planta instalada já está atendendo as 30 residências da Rua Lamenha Couto, no centro da cidade, para um total de 120 pessoas.

Para atender quase que a totalidade da população urbana do município, haveria a necessidade de contar com oito plantas, contendo quatro estações em cada planta. Cada estação tem milhares de membranas nano cerâmicas que atuam no tratamento eficaz do material biológico (fezes e urina) e no tratamento de óleos e graxas. O grande trunfo é no baixo custo de energia elétrica, baixo custo de operação, baixo nível de odor, compatibilidade com uso de energia solar e grande possibilidade de reuso da água de caráter não potável.

O deputado federal Marx Beltrão (PSD), que esteva na última sexta-feira em São Miguel dos Milagres, e que abraçou a causa do saneamento básico garantiu que irá buscar os recursos necessários para ampliar os investimentos no tocante à biotecnologia.

“Tive a honra de receber o convite do diretor de obras de São Miguel dos Milagres, Kenny Wilson, para conhecer a primeira planta biotecnológica do Brasil, na Unit [Centro Universitário Tiradentes] e soube que dali, iriam pilotar o projeto de forma pioneira em São Miguel dos Milagres. Já solicitei maiores detalhes para levar o projeto a Brasília na tentativa de buscar aprovação junto ao Ministério do Desenvolvimento Regional e quem sabe captar recursos que venham financiar este projeto promissor, que poderá facilmente se espalhar por outras cidades de Alagoas”, defendeu o parlamentar.

Fonte: Tribuna Independente / Claudio Bulgarelli

Comentários