Política

27 de maio de 2019 16:32

Ex-governador Geraldo Bulhões morre aos 81 anos em Maceió

Família confirmou falecimento por insuficiência respiratória no Hospital Vida

↑ Ex-governador de Alagoas Geraldo Bulhões, recebeu homenagem do Governo de Alagoas em 2017 (Foto: Reprodução)

A família Bulhões  confirmou o falecimento do ex-governador de Alagoas Geraldo Bulhões na tarde desta segunda-feira (27).

Aos 81 anos, ele estava internado no Hospital Vida, em Maceió, sofre uma insuficiência respiratória e não resistiu.

Com extensa carreira política, Geraldo Bulhões foi eleito deputado federal em 1970, 1974 e 1978 e 1982 e 1986. Participou da Assembleia Nacional Constituinte que elaborou a Constituição de 1988.

Casado com Denilma Vilar, prima da primeira-dama Rosane Collor. Durante as eleições para o governo alagoano em 1990, Geraldo Bulhões disputou a eleição contra Renan Calheiros. O pleito foi disputado e teve o 2º turno cancelado. Ao invés de ocorrer em 25 de novembro de 1990, só teve lugar em 20 de janeiro de 1991, após a ocorrência de fraude. Vitoriosa, a candidatura de Bulhões seu rival rompeu com o governo federal e posicionou-se a favor do impeachment do presidente da República em 1992. Filiado ao PFL, foi derrotado na eleição para senador em 2002.

A OAB Alagoas divulgou nota de pesar.

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas lamenta profundamente o falecimento do ex-governador de Alagoas, Geraldo Bulhões, que faleceu na tarde desta segunda-feira (27), em decorrência de problemas respiratórios.

Bulhões, que tinha 81 anos, estava internado em um hospital em Maceió desde o final de semana.

Nascido em Santana do Ipanema, Bulhões se formou na faculdade de Direito no ano de 1963, exerceu os cargos de procurador e de promotor de justiça.

Após três mandatos seguidos como deputado feral, em 1970, 1974 e 1978, ele foi eleito governador de Alagoas, onde governou entre 1991 e 1994.

 

Fonte: Tribuna Hoje

Comentários

MAIS NO TH