Política

24 de maio de 2019 08:21

Vereadores querem impedir reeleição de prefeito de Japaratinga

Oposição tenta barrar o favoritismo do prefeito Júnior Loureiro, que deixou o MDB para se filiar ao PP

↑ Klever Júnior Loureiro deixou o MDB e está filiado ao PP com vistas à sua reeleição em Japaratinga (Foto: Arquivo pessoal)

Três dias após a filiação do prefeito de Japaratinga, Júnior Loureiro, que trocou o MDB pelo PP, buscando um fortalecimento maior para a sua candidatura, além de manter dois grupos políticos unidos, a oposição no município tratou de se articular visando às eleições municipais de outubro do próximo ano. Os oposicionistas discutem uma possível aliança com o objetivo de barrar a reeleição de Loureiro.

O encontro deve reunir os vereadores Jailton dos Santos, o “Jal”, que já declarou ter pretensões de ser candidato a prefeito; Severino Luiz dos Santos Neto, “Silvinho”; o ex-vereador que já vivenciou diversos mandatos, José Severino da Silva, o “Déo”; e o ex-prefeito Newberto Neves.

De acordo com o vereador “Jal”, se a oposição construir um consenso em prol de uma candidatura, o atual prefeito pode ter um cenário de disputa acirrada pela gestão municipal em Japaratinga. Caso contrário, Júnior Loureiro pode ter um caminho fácil para a reeleição.

Jal, por exemplo, é o principal nome da oposição na cidade, atualmente. Ele vem fazendo uma discreta campanha para o ano que vem. O vereador Silvinho busca seu espaço e acha que chegou a sua vez. Já o ex-vereador Déo estava esquecido junto ao eleitorado, mas ele foi o segundo colocado na última eleição e sabe que ainda é um forte nome. Os três resolveram abrir diálogo e conseguiram trazer o ex-prefeito Newberto Neves para uma importante conversa.

A adesão ao vereador Jailton dos Santos vem crescendo a cada dia em Japaratinga. O avanço do parlamentar ocorreu nos maiores redutos eleitorais do atual prefeito Júnior Loureiro nos povoados Bitingui, Barreiras do Boqueirão e Boqueirão. Loureiro saiu vitorioso em 2016 graças à diferença que obteve exatamente nesses três povoados.

O apoio do ex-prefeito Newberto Neves é importante. No entanto em janeiro de 2018, o Ministério Público Estadual (MPE) publicou uma informação dando conta de que o ex-prefeito, o seu sogro, o ex-secretário dos Transportes, José Marques Pereira Filho e o então procurador-geral do município, Benjamin Lins das Neves, foram condenados pelos crimes de improbidade administrativa devido à irregularidades comprovadas em contratos de locação de veículos.

Segundo o MPE, os contratos geraram prejuízos milionários aos cofres da Prefeitura de Japaratinga.

Fonte: Tribuna Independente / Claudio Bulgarelli

Comentários

MAIS NO TH