Política

12 de fevereiro de 2019 08:28

Tribunal de Justiça devolve mandato de Marcelo Lima

Em menos de 24 horas o prefeito de Quebrangulo foi afastado e retornou ao cargo

Em menos de 24 horas, o prefeito de Quebrangulo, Marcelo Lima foi afastado e retornou ao cargo. Isso  porque o Tribunal de Justiça de Alagoas, suspendeu a liminar proferida pelo juiz de direito daquela Comarca, entendo que o magistrado (que era substituto) desconhecia o processo e proferiu uma decisão sem ouvir a parte e indagar o Ministério Público se ainda havia interesse no pedido de afastamento, uma vez que a ação de improbidade foi proposta há seis meses.

Marcelo informou que foi surpreendido com a informação de seu afastamento por meio da imprensa, e que posteriormente chegou a notificação da justiça.

“Não existe motivação para um afastamento diante de um processo que está se instalando agora por conta de uma contratação de pessoal”, falou o gestor.

O prefeito garantiu que está tranquilo e que vai fornecer todas as informações necessárias a justiça.

“Eu já sou prefeito pela quinta vez, a contratação acontece em todos os níveis estadual, municipal e federal para suprir as necessidades do serviço público para não haver descontinuidade. É uma coisa simples, não vejo nenhum complicador”, falou.

O prefeito encaminhou uma nota informando que ao assumir a gestão da Prefeitura de Quebrangulo, em 2017, encontrou uma série de contratações feitas pela administração anterior da cidade, sem qualquer processo seletivo.

“No intuito de organizar as ações administrativas, implantamos uma seleção para esses cargos na Prefeitura”.

Fonte: Tribuna Independente / Luciana Martins

Comentários

MAIS NO TH