Política

13 de novembro de 2018 08:35

PSL pretende lançar 50 candidatos a prefeito em Alagoas

Para Flávio Moreno, presidente do partido no estado, resultado eleitoral surpreendeu devido ao baixo custo da campanha

↑ Flávio Moreno (Foto: Sandro Lima)

Impulsionado pela eleição de Jair Bolsonaro à Presidência da República, o Partido Social Liberal (PSL) projeta lançar, pelo menos, 50 candidatos a prefeito e a vereador em 50 dos 102 municípios em Alagoas.

A informação é do presidente do diretório estadual da legenda, Flávio Moreno, que concedeu, nesta segunda-feira (12), por telefone, uma entrevista para a Rádio Novo Nordeste FM de Arapiraca. Na avaliação do presidente do PSL em Alagoas, o resultado da eleição foi surpreendente pelo baixo custo da campanha, estimada em R$ 60 mil.

“Maceió foi a única capital do Nordeste em que o presidente Bolsonaro venceu nos dois turnos, e também conseguimos eleger o cabo Bebeto para deputado estadual com excelente votação”, argumenta Flávio Moreno, que na eleição para o Senado obteve mais de 142 mil votos, sendo 76 mil somente em Maceió.

O presidente do PSL conta que esteve recentemente, em Brasília, participando de reunião com integrantes da Comissão de Transição do presidente eleito Jair Bolsonaro.

Moreno reforça que um dos membros atuantes da comissão é um nordestino e amigo pessoal dele, o deputado federal eleito pelo PSL Julian Lemos.

“Fomos bem-recebidos e entregamos dezessete propostas para a nossa região”, lembra Flávio Moreno.

Dentre as sugestões apresentadas no encontro, ele cita a proposta de zerar a tributação para máquinas e implementos agrícolas aos pequenos e médios produtores rurais, a retomada do programa Minha Casa Minha Vida e de obras estruturantes do governo federal em Alagoas, o apoio ao percentual de 60% dos precatórios do Fundef aos professores, além da adoção do mesmo projeto de irrigação feito em Israel e a inclusão do Nordeste como área de livre comércio no País.

Fonte: Tribuna Independente / Davi Salsa

Comentários

MAIS NO TH