Política

25 de setembro de 2018 08:20

Candidatura de Jairzinho Lira é mantida pelo TRE

O MP Eleitoral adianta que irá recorrer da decisão do TRE

↑ Jairzinho Lira (foto: Ascom/ALE)

Por quatro votos a dois, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) deferiu a candidatura à reeleição do deputado estadual Jairzinho Lira (PRTB), em sessão do Pleno realizada na tarde de ontem (24). O Ministério Público (MP) Eleitoral impugnou a candidatura por ter tido contas de sua passagem pela Prefeitura de Lagoa da Canoa desaprovadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

O MP Eleitoral, autor da impugnação contra a candidatura de Jairzinho Lira, já adianta que irá recorrer da decisão do TRE. Segundo a procuradora regional Eleitoral Raquel Teixeira, a decisão do TCU sobre as contas do parlamentar quando prefeito de Lagoa da Canoa é definitiva e, portanto, condenação em órgão colegiado.

“Entendemos que se trata de decisão do TCU irrecorrível, portanto transitou em julgado. Não concordamos com a decisão do TRE e vamos recorrer ao TSE para que a inelegibilidade reconhecida pelo TCU seja aplicada ao candidato”, comenta Raquel Teixeira à Tribuna após o término do julgamento.

A reportagem tentou contatar o deputado estadual Jairzinho Lira, mas sem sucesso até o fechamento desta edição.

OUTRAS AÇÕES

Das nove impugnações de candidatura impetradas pelo MP Eleitoral de Alagoas, apenas duas foram aceitas pelo TRE: Ronaldo Lessa (PDT) e Jorge da Sorte (PRTB).

Ronaldo Lessa já disse que irá recorrer desta decisão. Em entrevista coletiva realizada no dia 18 de setembro, o parlamentar criticou a postura do Judiciário.

“Saímos da ditadura militar, onde também fui perseguido e preso, e agora entramos na ‘ditadura de toga’. A Justiça está sendo seletiva”, afirmou o pedetista.

Jorge da Sorte não se pronunciou sobre a cassação de sua candidatura.

Fonte: Tribuna Independente / Carlos Amaral

Comentários

MAIS NO TH