Política

18 de setembro de 2018 17:59

Câmara solicita que governo mude nome de via estadual para Vereador Silvânio Barbosa

Indicação de autoria do vereador Siderlane Mendonça foi aprovada nesta terça-feira por unanimidade

↑ Indicação de Siderlane Mendonça foi aprovada por unanimidade (Foto: Dicom da Câmara Municipal de Maceió)

O Plenário da Câmara Municipal de Maceió aprovou, em sessão ordinária desta terça-feira (18), por unanimidade, indicação do vereador Siderlane Mendonça (PEN) endereçado ao Executivo estadual para que altere o nome da Avenida Cachoeira do Meirin, no Benedito Bentes, para Avenida Vereador Silvânio Barbosa. O parlamentar foi encontrado morto, em sua residência, há dez dias. Aos 46 anos, Silvânio era vereador da Casa de Mário Guimarães desde 2013 e considerado das mais importantes lideranças do Benedito Bentes.

“Como ali é a rodovia estadual, a AL 105, cabe a esta Casa, por meio da minha indicação, aprovar a sugestão para que o governador do Estado proceda a alteração do nome da avenida no Benedito Bentes para Vereador Silvânio Barbosa. Por tudo que Silvânio fez pelo bairro, essa homenagem é mais do que justa e o mínimo que poderíamos fazer por ele. A morte dele continua muito sentida por todos nós”, declarou Siderlane Mendonça.

Ainda como inciativa para homenagear Silvânio Barbosa, o vereador Lobão (PR) vai apresentar, na sessão ordinária desta quarta-feira (19), requerimento para que um dos dois auditórios da nova sede da Câmara, em Jaraguá, também seja batizado com o nome do parlamentar morto.

“Como falei no dia do velório e enterro do Silvânio Barbosa, Maceió perdeu uma grande figura pública. Particularmente, aprendi muito com ele no pouco tempo em que estivemos como vereadores. Dessa forma, queremos deixar na nova Câmara o nome dele para sempre marcado no Legislativo municipal”, destacou Lobão.

BANCOS

A sessão desta terça-feira também foi marcada por cobranças feitas pelo vereador Samyr Malta (PSDC). O parlamentar reclamou do não cumprimento da Lei 5.516, de 2006, que determina que o cliente não pode passar mais do que 20 minutos em fila dos bancos no município de Maceió. Segundo ele, a legislação não é cumprida.

“Eu fiquei mais de duas horas na fila, e isso é um absurdo e desrespeito à sociedade e aos legisladores que criaram a lei que trata do assunto, mas que ninguém respeita. É preciso tomar providência urgentes para que as leis que criamos aqui não virem piadas públicas”, disse o parlamentar que foi aparteado pelo colega da Câmara, José Márcio Filho (PSDB).

“Vossa excelência tem toda razão. Apesar de já existir a lei, infelizmente não há fiscalização como deveria. Os Procons de Maceió e do estado devem intensificar a ida aos bancos para punir na forma da lei quem desrespeita a legislação. Se preciso for, podemos amadurecer a ideia de convidar os dirigentes dos dois Procons para uma audiência nesta Casa”, disse José Márcio Filho.

Samyr Malta também falou sobre mais uma necessidade de ação por parte do Executivo municipal. O vereador lembrou mais um caso de suicídio na Ponte do Reginaldo, que aconteceu na semana passada.

“Aquele lugar se tornou um local de suicídios e não podemos simplesmente ficar olhando sem tomar providência alguma. A prefeitura precisa agir urgentemente. Sei que já aprovamos, aqui, no ano passado, indicação do colega Siderlane Mendonça, para colocação de alambrado que isole o local e evite que as pessoas com problemas como depressão e outros males da mente tirem suas vidas atirando-se da ponte. Mas é mais um caso de iniciativa do Legislativo que não é atendido e respeitado”, afirmou Samyr Malta.

Fonte: Assessoria da Câmara de Maceió / Texto: Luciano Milano

Comentários

MAIS NO TH