Política

21 de agosto de 2018 08:19

Com pouco espaço na mídia, Basile faz panfletagens

Professor também faz campanha para que os eleitores não anulem seus votos e sim discutam as propostas do partido

↑ Basile esteve no Centro de Maceió e conversou com eleitorado no início da segunda semana de campanha (Foto: Edilson Omena)

A corrida eleitoral entra na segunda semana de campanha e a disputa vai ficando cada vez mais intensa. No final de semana, os candidatos ao Governo de Alagoas, Renan Filho (MDB) e Fernando Collor (PTC) participaram de agendas políticas no interior.

Nesta segunda-feira (20), o candidato de esquerda, Basile Christopoulos (PSOL), fez panfletagem no Centro de Maceió.

Em entrevista à Tribuna Independente, Basile contou que sua candidatura tem sido bem recebida por onde passa, apesar de ter aqueles eleitores desacreditados com a política, mas, no geral, as pessoas estão empolgadas com a ideia de ter outra opção, além da possibilidade de escolha diferente do que está posto, já que segundo Basile, Renan Filho e Collor, representam o mesmo projeto.

“Os dois são filhos de senadores, que viraram governadores jovens, que ficam na política e não tem outro emprego na vida. Eu e Danúbia – minha candidata a vice, que nós também chamamos de co-governadora, somos dois professores, pessoas que vivem do seu trabalho e que não vai fazer da política um meio de vida”, ressaltou o candidato do PSOL, acrescentando que se ganhar as eleições vai exercer o mandato e que ao final dele, retornará para seu emprego.

Entre as dificuldades de uma disputa eleitoral contra as “grandes candidaturas”, além da falta de recursos, está a falta de espaço nos grandes meios de comunicação, o que ajudaria a difundir suas propostas. Com isso, a campanha ganha mais força nas redes sociais e nas ruas.

Basile salienta que Alagoas é um estado grande, e que precisa dos meios de comunicação de massa para ajudar na divulgação da sua campanha, pois ele espera alcançar um resultado positivo não só para o governo, mas também pro Senado, pra Câmara Federal e Assembleia Legislativa, “que é a Casa que mais precisa de renovação aqui em Alagoas, e nós precisamos ocupar esses espaços com qualidade.”

“As pessoas estão revoltadas com a política e eu entendo, mas sempre digo que não adianta votar nulo, é preciso voltar diferente para tirar os que ai estão. Por isso, convidamos a todos para participarem cada vez mais da política e que venham conosco discutir as propostas para o Estado”.

Candidato avalia pesquisas e colocação

 

Enquanto que seus adversários aparecem com 46% (Renan Filho) e 22% (Fernando Collor), segundo pesquisa do Ibope divulgada na última quinta-feira, o candidato ao Governo de Alagoas pelo PSOL, Basile Christopoulos, aparece apenas com 1% das intenções.

Apesar do índice tão pequeno, Basile avalia o resultado como positivo. “Antes da campanha começar nós estávamos com 1% das intenções, o que representa quase 20 mil votos. No primeiro dia de campanha acho que não é nada negativo, pelo contrário e como a campanha está começando agora e a gente vai ter cada vez mais espaço na televisão, e a receptividade está muito boa, acredito que esses índices vão aumentar e nós vamos fazer um bom papel nessa campanha de 2018”, enfatizou o candidato.

Apesar de aparecer nas pesquisas com 1% das intenções de votos, os números de seguidores nas redes sociais do candidato de esquerda só cresce: já são mais de 12 mil no Instagram e quase 5 mil no Facebook, que diariamente recebem suas postagens com suas propostas de campanha. “Com a disseminação das redes sociais, as pessoas já começam a me reconhecer nas ruas, e isso é muito positivo”, declarou Basile, acrescentando que onde houver espaço ele irá  ocupar.

‘VAQUINHA’

A vaquinha online criada para arrecadar fundos para a campanha não teve muita adesão. “As pessoas acostumaram a pedir isso e aquilo, mas no nosso caso, as pessoas nos escolhem pra doar e qualquer ajuda é muito bem vida”, contou.

Fonte: Tribuna Independente / Andrezza Tavares

Comentários

MAIS NO TH