Política

16 de agosto de 2018 15:00

Pesquisa aponta que Renan Filho tem 44% das intenções de voto ao governo

Ibrape realizou nova apuração de intenções de voto entre os dias 10 e 15 de agosto que mostrou também uma alta rejeição do eleitorado a Collor

↑ Renan Filho segue na liderança em nova pesquisa do Ibrape coletada junto ao eleitor após a convenção (Foto: Edilson Omena / Arquivo)

Um dos maiores desafios do senador Fernando Collor (PTC) na disputa pelo Governo de Alagoas nas eleições deste ano – além do próprio governador Renan Filho (MDB), candidato à reeleição – é a rejeição de seu nome pelo eleitorado alagoano. De acordo com a primeira pesquisa de intenção de voto realizada após as convenções, Collor é rejeitado por 48% dos entrevistados. Quase metade dos alagoanos “não votaria de jeito nenhum” no senador.

A pesquisa realizada pelo Ibrape entre os dias 10 e 15 de agosto foi registrada na Justiça Eleitoral com número AL-08617/2018 e aponta a liderança do governador Renan Filho na disputa, com 44% das intenções de voto. Collor aparece em segundo lugar com 21%, menos da metade do índice obtido pelo candidato à reeleição. De acordo com a pesquisa, o senador também aparece atrás do número eleitores que afirmaram votar branco ou nulo nas eleições de outubro, que totalizou 22% dos entrevistados pelo Ibrape.

foto 1

Fernando Collor aparece em segundo lugar, mesmo com metade do eleitorado rejeitando seu nome (Foto: Sandro Lima / Arquivo)

Os candidatos do PSL, Josan Leite (PSL), e do PSOL, Basile Christopoulos, aparecem empatados com 1%. O número de eleitores indecisos somou 11% dos entrevistados.

Na pesquisa do Ibrape realizada entre os dias 18 e 22 de julho, antes das convenções que confirmaram os nomes dos dois principais candidatos ao Governo, Renan Filho aparecia com 51% das intenções de voto no cenário com a presença de Collor, que registrou apenas 13%. Sem o senador, o candidato à reeleição pelo MDB atingia 58% das intenções de voto. Naquela amostragem, Collor aparecia com um índice de 42% de rejeição. Renan Filho registrou uma rejeição de 16% na primeira pesquisa, a menor entre os candidatos ao Governo. Na pesquisa mais recente, o governador ficou com um índice de 25%.

AVALIAÇÃO

A pesquisa do Ibrape também questionou os eleitores entrevistados sobre sua avaliação com relação ao governo de Renan Filho. Nesse ponto, 6% avaliaram o governo como “Ótimo”, 47% como “Bom”, 22% como “Regular”, 8% como “Ruim”, 12% como “Péssimo” e 5% não souberam ou não quiseram opinar. Assim, somadas as avaliações entre “Regular” e “Ótimo”, o governo de Renan Filho atingiu um índice de 75% de aprovação entre o eleitorado alagoano.

Sobre a maneira como Renan Filho tem administrado o Estado, 68% dos entrevistados pelo Ibrape afirmaram aprovar a forma como o governador tem conduzido o Governo. Outros 26% afirmaram desaprovar o estilo de Renan Filho e 6% disseram não saber ou não opinaram.

O Ibrape entrevistou dois mil eleitores com mais de 16 anos em Maceió e mais 44 municípios das regiões Norte, Sul, Sertão, Agreste, Mata e Grande Maceió. O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima é de 2,19 pontos percentuais para mais ou para menos.

Para o Senado, Renan Calheiros (MDB) lidera a disputa com 35% das intenções de voto, seguido por Benedito de Lira (PP) com 29%, Rodrigo Cunha (PSDB) com 19% e Maurício Quintella (PR), 17%.

PRESIDÊNCIA

No cenário presidencial, segundo a pesquisa do Ibrape, Lula (PT) figura com 55% dos votos, seguido de Jair Bolsonaro (PSL), 11%, Marina Silva (Rede), 5%, Ciro Gomes (PDT), 3%, Geraldo Alckmin (PSDB), 2%, e Álvaro Dias (Podemos), 1%. Os demais postulantes não pontuaram na pesquisa.

Confira dois gráficos da pesquisa

gráfico 1

gráfico 2

Fonte: Tribuna Independente / Editoria de Política

Comentários

MAIS NO TH