Política

13 de agosto de 2018 11:10

Câmara realiza nesta quinta-feira (16) audiência pública para debater LDO 2019

Encontro será no auditório da Associação Comercial, em Jaraguá, e reunirá representantes da sociedade civil

↑ Sessões da Câmara Municipal de Vereadores estão sendo realizadas, temporariamente, na Associação Comercial (Foto: Edilson Omena)

A Câmara Municipal de Maceió realiza, na próxima quinta-feira (16), às 9h, no auditório da Associação Comercial de Maceió, em Jaraguá, audiência pública para apresentar e discutir o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para o exercício de 2019.

Foram convocadas a participar do debate, lideranças comunitárias, autoridades, representantes da sociedade civil, entidades de classe e a população em geral, principais interessados no tema. É a partir das demandas apresentadas pelas comunidades, que os vereadores elaboram emendas que contemplem as solicitações e garantam a inclusão das propostas na peça orçamentária a ser também amplamente discutida e apreciada pelo Poder Legislativo municipal neste segundo semestre.

A audiência ficará a cargo da Comissão Permanente de Finanças, Orçamento e Fiscalização Financeira da Casa, que é presidida pelo vereador Antônio Hollanda (MDB), e tem como vice-presidente Chico Filho (PP), secretário Francisco Sales (PPL), além de Samyr Malta (PSDC) e Dudu Ronalsa (PSDB) como membros.

De acordo com a mensagem enviada pelo Executivo, a proposta de fixação das receitas e despesas para o exercício financeiro do ano que vem é de R$ 2.572.521.648. Somente com a publicação de edital de convocação é que vereadores e sociedade em geral poderão apresentar emendas à LDO.

“A presença da sociedade na audiência pública da próxima quinta-feira é importante porque esta é uma oportunidade de os representantes das diversas localidades de Maceió apresentarem as demandas existentes em cada canto de nossa capital. Vereadores e população, além de autoridades, estarão presentes. E se a sociedade não participa deste momento de construção acaba sendo prejudicada mais à frente, quando da elaboração do Orçamento 2019, já que a base é a LDO”, disse o presidente da Casa, Kelmann Vieira (PSDB).

O diretor técnico em Pesquisa da Câmara e especialista em Orçamento, Márzio Delmoni, explica alguns aspectos que compõem a LDO de um município.

“Da mesma forma que o Plano Plurianual (PPA), é competência do Executivo a iniciativa da elaboração da LDO porque, entre outros aspectos importantes para o exercício orçamentário de uma cidade, debate-se a elaboração de prioridades e metas, fixando limites para gastos e despesas do município. Na Câmara, ela é debatida, por meio de audiência pública, com vereadores e sociedade, que poderão, superada esta fase, apresentar emendas ao texto”, explicou Márzio Delmoni, reforçando a necessidade de ampla participação na audiência.

Fonte: Dicom/CMM

Comentários

MAIS NO TH