Política

5 de julho de 2018 09:07

TRF-4 nega declarar Moro suspeito por participar de evento com Doria

Para o relator, situação não se configura em pedidos de exceção de suspeição

↑ Foto em que o magistrado de Curitiba posa ao lado de Dória e sua esposa, durante a palestra na Lide (Foto: Reprodução)

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) negou, nesta quarta-feira (04), afastar o juiz Sérgio Moro da condução dos processos do sítio de Atibaia e da suposta compra de terreno para o Instituto Lula.

Entre os argumentos da defesa de Lula (PT) estava o de que o magistrado de Curitiba mantinha relações com políticos de oposição ao então governo Dilma (PT), participando de eventos e encontros. Citou como exemplo a participação de Moro em um evento promovido pela Lide, de João Doria (PSDB), em Nova York.

Mas para o relator, o desembargador João Pedro Gebran Neto, tal situação não se configura em pedidos de exceção de suspeição. E os demais desembargadores acompanharam o voto, contrário à defesa de Lula.

“A participação de eventos com ou sem a presença de agentes políticos não macula a isenção do juiz, em especial porque possuem natureza meramente acadêmica, informativa ou cerimonial, sendo notório que em tais aparições não há pronunciamentos específicos a respeito de processos em andamento”, disse Gebran.

Fonte: Jornal GGN

Comentários

MAIS NO TH