Política

23 de maio de 2018 07:51

Rogério Teófilo articula retorno de vereadora à Câmara de Arapiraca

Prefeito pretende evitar avanço da base oposicionista à sua gestão, que passa por dificuldades

↑ Aurélia Fernandes está licenciada do mandato por exercer o cargo de secretária Municipal de Saúde (Foto: Assessoria)

Depois do rompimento do grupo do deputado estadual Severino Pessoa (PRB), a oposição ao governo do prefeito Rogério Teófilo (PSDB), em Arapiraca, passa a contar, agora, com seis vereadores do total de 17 que compõem o Legislativo Municipal.

Desgarrada da base do prefeito, após o anúncio da saída do grupo político liderado pelo irmão, a vereadora Sinielza Pessoa (PSD) engrossou as fileiras da oposição, junto a Léo Saturnino (MDB), Rogério Nezinho (MDB), Moisés Machado (PDT), Fábio Henrique (PCdoB) e Sérgio do Sindicato (PPS).

Com a presença de Sinielza Pessoa, a oposição teria mais um membro para conquistar o quórum de maioria simples, ou seja, metade mais um dos vereadores presentes a uma sessão e, com isso, aprovar os projetos na Câmara de Arapiraca.

Por conta dessa matemática, que depende da quantidade de vereadores em uma sessão, a base do prefeito Rogério Teófilo já articula uma maneira de a atual secretária de Saúde Aurélia Fernandes, que foi reeleita vereadora em 2016, reassumir o posto no lugar de Sinielza Pessoa, para, com isso, continuar com os 12 defensores no Legislativo.

Além da articulação para a volta de Aurélia Fernandes, a base governista está numa incômoda situação com a presença de dois vereadores do mesmo partido de Severino Pessoa: Pablo Fênix e Melquisedeque de Oliveira, ambos do PRB.

Nesta terça-feira (22), o prefeito Rogério Teófilo concedeu entrevista à Rádio Pajuçara FM de Arapiraca e fez avaliação da saída do grupo do deputado Severino Pessoa de sua gestão. O motivo principal do rompimento entre os dois grupos políticos foi o anúncio do apoio de Teófilo à pré-candidatura do deputado federal Arthur Lira (PP) à reeleição.

Teófilo negou o acordo e ainda alfinetou os descontentes, dizendo que encontrou dificuldades no início da gestão, mas que os novos opositores, somente agora, ‘descobriram a realidade muito tarde’.

Fonte: Tribuna Independente / Davi Salsa

Comentários

MAIS NO TH