Política

7 de abril de 2018 09:19

Alfredo Gaspar desiste de Senado e segue no Ministério Público

Procurador-geral de Justiça justifica que a prudência falou mais alto

↑ Alfredo Gaspar de Mendonça era cotado para disputar uma das vagas para o Senado em 2018 (Foto: Sandro Lima)

O procurador-geral de Justiça, do Ministério Público Estadual (MPE), Alfredo Gaspar de Mendonça, confirmou na última sexta-feira (6) que permanece à frente da instituição e não coloca seu nome à disposição para disputar um mandato eletivo este ano.

“Família, os amigos próximos, a minha responsabilidade com a instituição. E entender que, em determinados momentos da vida, a prudência fala mais alto que o sonho. Mas tentarei cumprir meu restante de mandato, aqui, no Ministério Público. E fazer de tudo para honrar o que os meus pares me concederam, aqui, durante esses oito meses restantes”, informou Alfredo Gaspar ao site Diário do Poder em resposta ao questionamento do jornalista Davi Soares.

Desde a divulgação de um vídeo no final do ano passado que Alfredo Gaspar de Mendonça teve seu nome vinculado à disputa política. O cargo que mais chamara a atenção do MP Estadual era o Senado.

Sempre que questionado pela reportagem da Tribuna Independente, Alfredo Gaspar respondia que “seu futuro político seria definido em abril”, período em que a janela partidária permite que políticos se filiem às legendas sem qualquer tipo de prejuízo na justiça.

Com o “fim ou adiamento” do sonho de disputar a campanha eleitoral, mesmo que essa decisão representasse seu cargo no Ministério Público, os pré-candidatos ao Senado em Alagoas seguem os mesmos. São eles: Renan Calheiros (MDB), Benedito de Lira (PP), Marx Beltrão (ainda filiado ao MDB) e Maurício Quintella (PR).

Diversos partidos, a exemplo do PSB e Podemos mantinham o interesse em ter Alfredo Gaspar de Mendonça como candidato a uma das vagas ao Senado.

Fonte: Tribuna Independente / Nigel Santana – Editor de Política

Comentários

MAIS NO TH