Política

22 de fevereiro de 2018 18:33

Vereadora rebate críticas por PL de WiFi nos ônibus e quer melhoria no transporte público

Silvania Barbosa cobrou dos órgãos municipais, fiscalização quanto ao cumprimento da lei que proíbe o uso de propaganda nos vidros traseiros dos ônibus

↑ Silvania é autora do Projeto de Lei que obriga WiFi nos ônibus da capital alagoana (Foto: Assessoria da Câmara de Maceió)

Em sessão ordinária realizada nesta quinta-feira (22), os vereadores da Câmara Municipal de Maceió solicitaram melhorias no transporte público da capital alagoana. A discussão se iniciou após a vereadora Silvania Barbosa (PRB) rebater críticas feitas ao Projeto de Lei (PL) de sua autoria, que obriga a implantação de internet móvel, via Wi-Fi, nos ônibus que circulam pela cidade.

Em pronunciamento, a parlamentar cobrou dos órgãos municipais, fiscalização quanto ao cumprimento da Lei Nº 6.356, de autoria do presidente da Casa, Kelmann Vieira (PSDB), que proíbe o uso de propaganda nos vidros traseiros dos ônibus, os chamados “outbus”. A Lei, sancionada em 2014, foi criada com o intuito de trazer segurança aos passageiros e para contribuir com a redução da violência na capital. À época, o presidente lembrou que a nova lei atendia também solicitação do setor de segurança do Estado, que entendia ser a propaganda uma barreira a uma ação mais efetiva dos policiais em caso de assalto, já que impedia a visualização completa do interior dos veículos.

“Vou lutar não apenas pela manutenção do meu projeto, mas por outros como o do ‘outbus’, do vereador Kelmann Vieira que já é lei, mas não é cumprida. Para onde vai o dinheiro arrecadado com aquelas propagandas? Não estamos aqui brincando de fazer projeto. O que é aprovado nesta Casa precisa ser respeitado. Já acionamos o Ministério Público para fazer cumprir essa lei do meu colega. Quanto ao meu, que foi aprovado por unanimidade, caso seja vetado – o que espero que não – convido meus pares a derrubar o veto”, afirmou Silvania Barbosa.

Ela também comentou sobre os Projetos de Lei, criados pelo vereador Silvânio Barbosa (MDB), que obriga a implantação do “botão de pânico” nos coletivos e o que proíbe a utilização de catracas altas, mas que foram vetados pelo chefe do Poder Executivo municipal. Silvania criticou duramente os empresários do setor e o recente aumento da passagem, onde o representante da Câmara no Conselho Municipal de Trânsito (CMT), vereador José Márcio Filho (PSDB), votou contra o reajuste.

“Que fique bem claro: a Câmara não compactuou com o aumento da passagem, já que nosso representante se posicionou contrário ao reajuste. Este é um tema que precisa ser amplamente discutido, mas esse processo não passa mais pelo Legislativo municipal, infelizmente. Precisamos nos mobilizar para que, antes de qualquer aumento, a Câmara tenha o poder de mobilizar as comunidades e promova um debate aprofundado, como era antes da implantação do Conselho Municipal de Trânsito”, informou a parlamentar.

O vereador Francisco Sales (PPL), em aparte, parabenizou a colega autora do Projeto de Lei que implanta internet via Wi-Fi nos ônibus. Ele acredita que a instalação da internet deve atrair mais passageiros, além de trazer benefícios às empresas, visto que, ao longo dos anos, o número de usuários dos transportes coletivos vem reduzindo, conforme planilha apresentada por eles para justificar o reajuste nas passagens.

Fonte: Assessoria da Câmara de Maceió

Comentários

MAIS NO TH