Política

1 de dezembro de 2017 14:20

Nova queda no Fundo de Participação dos Municípios castiga prefeituras

Gestores falam em atrasos nos salários de servidores e pagamentos escalonados a fornecedores

↑ Prefeitos Henrique Vilela, de Porto de Pedras, e Bureco de Ataíde, de São Miguel dos Milagres (Foto: Claudio Bulgarelli)

O fim de ano não será nada doce para os servidores públicos municipais do Litoral Norte. Natal e réveillon apresentam nuvens pesadas no horizonte ensolarado do verão. É que pelo terceiro decêndio consecutivo, no mês de novembro, houve queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Na última quarta-feira (30), terceira e última entrada do mês, os gestores tiveram que engolir menos 14% dos recursos. A caótica queda no FPM vem assustando os administradores municipais. Com pouca receita, muitas cidades beiram o caos, com desemprego e comércio em baixa. Municípios estão ainda com a conta zerada, tornando praticamente impossível realizar sequer uma administração.

Porto de Pedras, por exemplo, com menos 14%, deixou de contar com mais de R$ 150 mil. O prefeito Henrique Vilela, agora no PMDB, afirma categoricamente que a situação é critica, e que sem esses valores, vai atrasar pagamentos de funcionários e escalonar muitos outros para receber em datas diferenciadas.

Segundo ele, isso pode comprometer o pagamento de dezembro e até o décimo terceiro salário. Em São Miguel dos Milagres, não é diferente. Durante a audiência pública na quarta-feira, prefeitos e vereadores reclamavam da queda, mais uma vez, do FPM. O prefeito Bureco de Ataíde já fazia as contas, se perguntando como fazer sem os R$ 150 em um mês no qual todos os valores devem ser dobrados.

Maragogi, que recebe um pouco mais de repasse, a queda será dobrada, com perda somente nesse decêndio de mais de R$ 300 mil. Para o prefeito Fernando Sérgio Lira (PP), a situação inviabiliza não somente a realização de obras, como cumprir tudo o que determina a lei com os orçamentos das secretárias e o pagamento em dia de servidores municipais.

Fonte: Tribuna Independente / Claudio Bulgarelli - Sucursal Litoral Norte

Comentários

MAIS NO TH