Política

8 de setembro de 2017 11:00

Audiência pública debate causas e prevenção do suicídio

Objetivo é quebrar o tabu existente em torno do assunto, além de discutir mecanismos para tentar frear o crescente número de casos

A Câmara Municipal de Maceió realiza, na próxima segunda-feira (11), às 15h, audiência pública para debater as causas e prevenção do suicídio. O debate foi proposto pela vereadora Tereza Nelma (PSDB) e tem como objetivo quebrar o tabu existente em torno do assunto, além de discutir mecanismos para tentar frear o crescente número de casos registrados no Brasil e em Alagoas.  

De acordo com o Centro de Valorização da Vida (CVV), a partir de dados do Mapa da Violência, 32 pessoas se suicidam por dia no Brasil, ou seja, uma a cada 45 minutos. Número que faz do país o oitavo com mais suicídios do planeta. São quase 800 mil vítimas por ano. 

Para tentar frear os índices, que só crescem, e adotar estratégias para combatê-los, a Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio e a Organização Mundial de Saúde instituíram, em 2003, o 10 de setembro como o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio. Nesta data, o mundo mobiliza-se com o propósito de salvar vidas.

Em Alagoas, ações do Setembro Amarelo, que alertam para o tema, estão sendo levadas a todo Estado. Entre elas, a audiência pública proposta pela vereadora. O debate mobilizará o Poder Público, profissionais, instituições e pessoas envolvidas e envolvidas com a causa. A parlamentar também protocolou na Câmara Municipal de Maceió projeto de lei de institui o Dia Municipal de Prevenção ao Suicídio, em 10 de setembro.

“Esse é o primeiro ano que promovo essa audiência, mas sempre alertei para a importância do tema. Infelizmente, o número de suicídios vem crescendo e o Poder Público não pode fechar os olhos para isso. Precisamos trabalhar com ajuda voltada para a prevenção e não apenas lamentar quando o fato já houver acontecido. E é isso que discutiremos nessa audiência. Sem dúvida será um importante momento de discussão para as pessoas envolvidas com a causa.”, afirma a vereadora. 

MÍDIA – Na oportunidade, também haverá um momento destinado à imprensa, durante o qual será debatida como a mídia deve abordar e divulgar casos de suicídio. A radialista Edjane Mello, também voluntária do Centro de Amor à Vida, trará uma breve palestra que mostrará, que com cautela e responsabilidade, notícias desse porte podem encorajar outras pessoas a buscar auxílio.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH