Política

23 de agosto de 2017 12:39

MPC vai acompanhar ações do Governo para evitar repetição de erros

TCE aprovou com ressalvas as contas de 2010 e 2011 do Governo Téo e fez ao atual governador uma série de recomendações

O Tribunal de Contas do Estado de Alagoas aprovou com ressalvas, as contas do ex-governador Teotonio Vilela Filho dos anos de 2010 e 2011, apesar do parecer do Ministério Público de Contas apontar diversas irregularidades e pedir a rejeição das mesmas. Para evitar que os erros cometidos pelo Governo Téo se repitam no atual Governo, o Procurador-geral de Contas, Enio Andrade Pimenta, esteve reunido com a Controladora-geral do Estado, Maria Clara Bugarim, e solicitou informações das ações do Governo de Alagoas para atender as recomendações contidas do parecer emitido pelo Tribunal de Contas de Alagoas, referente ao Balanço Geral (prestação de contas) do Governo, nos anos de 2010 e de 2011.

O Ministério Público de Contas irá acompanhar as ações do Governo de Alagoas no sentido de atender às ressalvas e recomendações proferidas nos respectivos pareceres emitidos pela Corte de Contas, no julgamento das contas de 2010 e 2011 do ex-governador.

“Ao apreciar as prestações de contas do Governo anterior, referentes aos exercícios 2010 e 2011, o Tribunal de Contas, no seu parecer prévio, emitiu uma série de recomendações relativas à falhas apontadas na gestão dos recursos públicos estaduais. O objetivo do Ministério Público de Contas é acompanhar o atendimento às ressalvas exaradas pelo TCE/AL, tendo em vista que isso trará importantes elementos para o pronunciamento ministerial por ocasião da análise das prestações de contas do governo atual”, esclareceu Enio Pimenta.

A reunião ocorreu na última quinta-feira (17), e contou ainda com a participação da Assessora Técnica do MPC/AL, Rosa Tenório e a Superintendente de Correição e Ouvidoria da CGE, Bruna Cansanção de Albuquerque Barbosa.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH