Política

15 de agosto de 2017 07:45

Renan Filho decide vetar aumento do próprio salário e do vice-governador

Decisão será encaminhada à ALE ainda nesta semana para análise dos deputados

Apesar de a Procuradoria Geral do Estado (PGE) opinar pela sanção do Projeto de Lei, de autoria da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa (ALE), que reajusta os salários do governador e do vice-governador em 6,29%, percentual similar concedido a todos os servidores públicos estaduais, em junho deste ano, o chefe do Executivo, Renan Filho (PMDB) confirmou que vai vetar o aumento.

O parecer da Procuradoria Geral do Estado, o qual opina pela possibilidade jurídica de sanção do Projeto de Lei, foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) em 9 de agosto.

Em contato com a reportagem da Tribuna Independente, Renan Filho disse que vai vetar o reajuste salarial aprovado pela Assembleia Legislativa de Alagoas, em sessão extraordinária realizada no mês passado em sessão extraordinária.  Para ele, “o cenário econômico não permite aumento salarial para governador”.

O Projeto de Lei que é liderado pelo vice-presidente da Mesa Diretora, deputado Francisco Tenório (PMN), tem como finalidade corrigir o salário dos delegados de polícia, fiscais de renda e coronéis da Polícia Militar de Alagoas sem ferir o teto do Executivo.

À Tribuna, Tenório (PMN) explicou que apesar dos comentários de que Renan Filho vetaria o projeto, o deputado tem a convicção de que ele não veta. “Surgiu comentários de que ele vetaria, mas não tenho essa convicção de que ele veta não”.

Questionado se ele vai trabalhar para derrubar o veto na Assembleia, o parlamentar disse que primeiro vai deixar se confirmar o veto. “É o mesmo aumento que demos para os funcionários e estamos dando para ele. Vamos ver se a Assembleia trabalha para derrubar o veto, caso isso se concretize”, avaliou. 

Mesmo com o pedido de alguns deputados para que o governador congelasse o aumento do seu salário, mas concedesse o aumento para as categorias que seriam beneficiadas com a aprovação do PL, o chefe do Executivo decidiu manter a sua decisão de vetar o projeto, que provavelmente será derrubado pelos parlamentares.

O veto do governador ao projeto deve chegar ainda esta semana na ALE para ser apreciado pelos deputados estaduais.

Atualmente, o salário bruto do governador Renan Filho, de acordo com dados do Portal da Transparência Ruth Cardoso, é de R$ 22.051.95.

Com os descontos, esta remuneração cai para cerca de R$ 16 mil mensais.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários

MAIS NO TH