Política

1 de agosto de 2017 11:00

Juiz alagoano conduzirá julgamento simbólico da Lava Jato

Marcelo Tadeu presidirá corte organizada pelo Coletivo Advogadas e Advogados pela Democracia em Curitiba no próximo dia 11

O juiz de Direito Marcelo Tadeu participará do julgamento simbólico da Operação Lava Jato no próximo dia 11, na cidade de Curitiba, capital do Paraná. Organizado pelo Coletivo Advogadas e Advogados pela Democracia (CAAD), o magistrado alagoano será o juiz do julgamento.

O ex-ministro Eugênio Aragão será o responsável pela acusação e o advogado criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, ficará com a defesa da Lava Jato.

Num vídeo que circula nas redes sociais, Marcelo Tadeu, se diz honrado com o convite e que atuará com imparcialidade.

“A mim caberá, como juiz presidente deste julgamento, conduzir todo o processo com bastante seriedade, sobretudo, assegurando o principio fundamental de toda e qualquer jurisdição que é a imparcialidade do julgador”, diz.

O intuito do julgamento simbólico da Lava Jato é debater até que ponto a operação é tendenciosa politicamente e até que ponto ela infringe normas processuais em vigor no país.

“Nesse evento será dada a oportunidade para que, num processo dialético, com o contraditório estabelecido, possamos apreciar as teses de acusação que poderão apontar para uma operação com uma série de falhas do ponto de vista normativo; bem como ouviremos também a defesa, onde será trabalhada a sua legitimidade”, explica Marcelo Tadeu.

A reportagem da Tribuna Independente tentou contatar o juiz, mas não obteve sucesso. 

Fonte: Tribuna Independente

Comentários

MAIS NO TH