Política

11 de abril de 2017 10:29

Eleição do PT em Maceió vai para o segundo turno

Marcelo Nascimento e Sandra Lira disputam os votos para comandar o partido nos próximos dois anos

A escolha da nova direção do Partido dos Trabalhadores (PT) em Maceió será decidida no próximo dia 30 de abril.

A disputa do 2º turno será entre Sandra Lira, da chapa Muda PT da Corrente Democracia Socialista e Marcelo Nascimento, que lidera a chapa Militante e de luta, da corrente Construindo um Novo Brasil (CNB).

O representante da Unidade pela Reconstrução do Partido, Luiz Gomes, conhecido como Professor Luizinho também concorreu na eleição do último domingo (9), mas ficou em terceiro lugar.

A reportagem da Tribuna Independente entrevistou os postulantes ao cargo de presidente, Marcelo Nascimento e Sandra Lira. Eles explicaram que por conta de algumas mudanças da Executiva Nacional, o próximo presidente terá um mandato mais curto, onde passa de quatro para dois anos.

O representante da corrente CNB, que tem como um dos líderes o deputado federal, Paulão, acredita que deverá ser eleito no segundo turno por ter a simpatia dos eleitores das chapas de sua concorrente, Sandra Lira e do derrotado no primeiro turno, Professor Luizinho.

“Acredito que muitas pessoas da chapa do professor Luizinho, como da companheira  Sandra Lira simpatizam com a nossa candidatura e num processo assim, decisivo e definitivo de segundo turno poderão votar tranquilamente na nossa candidatura”, disse Nascimento.

Marcelo ainda explicou que a metodologia de convencimento dos filiados pra votação nas chapas é igual e que se dá através dos debates. “Nosso convencimento se dá a partir do debate de ideias e de propostas fundado na perspectiva de melhorar a atuação do diretório municipal aqui na capital. Então basicamente o que a gente defende é a retomada do processo de organização partidária com a criação de núcleos, plenárias, encontros de base, formação política para os filiados e também articular uma chapa competitiva para eleições do ano que vem e de 2020”, disse Nascimento que obteve 222 votos.

Sandra Lira acredita em vitória

Sandra Lira, uma das líderes do segmento feminista em Alagoas, explicou à Tribuna Independente que acredita que pelo fato de representarem setores mais esquerdistas do partido sua chapa e a do professor Luizinho podem caminhar juntas para que ela seja eleita presidente do diretório municipal no dia 30.

“Nós verificamos que as duas correntes com propostas mais a esquerda dentro do partido tiveram a maioria dos votos. Então a gente espere que isso se consolide no segundo turno com o voto no diretório. Nessa composição, a chapa do Luizinho e a nossa formam a maioria. Então nossa expectativa é que isso se materialize no segundo turno com a nossa vitória”, ressaltou a candidata à presidência do PT em Maceió.

A candidata acrescentou ainda que sua chapa defende um PT mais militante e que apresentou como proposta uma análise das derrotas do ano passado, como as recentes conquistas.

“Precisamos ter uma concepção mais aguerrida, mas militante do partido. Entendemos que nesse congresso é momento de realizarmos um processo de crítica e autocritica fazer um balanço aprofundado das conquistas mais também de onde falhamos. Não é momento de conciliação com setores conservadores e que querem o fim da classe trabalhadora, é um momento de nos armarmos para esse enfrentamento. A nossa proposta enquanto diretório é que vamos buscar alianças sim, mas com setores nacionalistas, democráticos que defendem os direitos sociais. E também fazer uma análise, inclusive das alianças que nos deixaram desarmados, pois ficamos a mercê de um Congresso conservador”, argumentou.

COMPOSIÇÃO

O diretório será composto por representação de todas as chapas. O Partido dos Trabalhadores tem o princípio da proporcionalidade. Cada chapa com a proporção de votos obtidos terá um percentual de membros que participará da direção.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários