Política

30 de outubro de 2016 18:36

Collor diz que abstenção é um recado e avalia PEC 241 como necessária

Fernando Collor revelou ainda que desde que acabou o primeiro turno tem recebido vários prefeitos eleitos de Alagoas, inclusive, do Brasil

O senador Fernando Collor de Mello (PTC) declarou, na tarde deste domingo (30), durante a votação pela disputa da prefeitura de Maceió, que a abstenção registrada nas seções eleitorais da capital – no primeiro e no segundo turno -, é um recado para a classe política. Ele lembrou que o quadro é o mesmo em outras capitais do país. O parlamentar comentou também sobre a tramitação da PEC 241 no Senado, classificando a proposta como “necessária para o Brasil”.

Dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL) apontam que no 1º turno a abstenção ficou na casa dos 17% em Maceió, já no segundo turno subiu. Segundo o senador, no Rio de Janeiro esse número foi ainda maior, chegando aos 20%. Para Collor, o quadro geral representa uma descrença com a política nacional, sobretudo, um recado de que os políticos não estão agradando a população.

“É um recado para a classe política. Não é bom que o eleitor se desligue do processo político, pelo contrário. É importante que cada vez mais esteja inserido, participando dos debates e discussões. Mas, acredito que com o exercício do voto e com o aperfeiçoamento da democracia essa abstenção vai acabar diminuindo”, expôs.

Ao longo dos próximos meses, o Senado Federal vai analisar a Proposta de Emenda à Constituição de número 241, conhecida como PEC do teto dos gastos públicos. De acordo com o senador, muito tem se falado sobre a matéria, inclusive, alegando que vão faltar recursos para as áreas da saúde e educação. Para Collor, a PEC é necessária para recolocar em ordem as contas públicas do Brasil.

“Não vão faltar recursos para essas áreas. Saúde e educação têm percentuais definidos pela Constituição. Acredito que a proposta é necessária para arrumar as contas da Casa, visto que estão desorganizadas e muito mal posicionadas. Por isso, ou fazemos uma medida como essa ou teremos gravíssimos problemas”, frisou.

Animados

O senador revelou ainda que desde que acabou o primeiro turno tem recebido vários prefeitos eleitos de Alagoas, inclusive, do Brasil. Collor destacou que eles estão animados em fazer uma administração pública de qualidade, apesar do quadro de dificuldade econômica que os municípios estão enfrentando. Ele colocou ainda que nas cidades onde os prefeitos foram reeleitos prevaleceu o sentimento de renovação das esperanças diante dos desafios.

“Os eleitores de Alagoas podem esperar muita coisa boa, porque houve uma renovação importante em diversas prefeituras, tanto que pessoas quanto de desejos por trabalhar por uma Alagoas mais desenvolvida, com mais emprego e oportunidades. Em Brasília, sigo à disposição de todos esses prefeitos. É um compromisso”, reforçou.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH