Política

26 de outubro de 2016 17:52

Dudu Hollanda defende vaquejada e critica atriz após fala preconceituosa

Deputado solicitou ainda que a Presidência da Casa desse andamento ao projeto de sua autoria que declara vaquejada como patrimônio cultural imaterial do Estado de Alagoas

O deputado estadual Dudu Holanda (PSD), em pronunciamento durante a sessão plenária desta quarta-feira (26), destacou a manifestação ocorrida nessa terça-feira (25), em Brasília, que defendeu a regulamentação da vaquejada no Brasil. O parlamentar também criticou a atriz Alexia Dechamps por causa de declarações preconceituosas.

“A vaquejada moderna dá um bom tratamento aos animais. Foi um dos maiores movimentos já visto na capital do país. Mais de 700 caminhões e mais de cinco mil pessoas de todos os estados da federação defendendo essa cultura centenária e nordestina”, declarou o parlamentar. Sobre Alexia Dechamps, Dudu Hollanda afirmou que a atriz é “ridícula” e “preconceituosa”. O comentário da atriz aconteceu na Câmara Federal e apareceu nas manchetes após o deputado Pedro Vilela (PSDB) revelar o tom da discussão que teve com ela. Segundo Vilela, a atriz teria dito, durante os debates: “Calem a boca que eu já pago o Bolsa Família para o Nordeste”. “Infelizmente, ainda hoje existe preconceito com o povo nordestino”, lamentou Hollanda.

Em aparte, o deputado Sérgio Toledo (PSC) prestou solidariedade ao movimento e disse que o Congresso Nacional irá encontrar uma saída, aprovando uma legislação para acabar de uma vez com qualquer tipo de argumentação jurídica contrária a vaquejada. “Muitas pessoas falam de maus tratos dos animais e não conhecem a vaquejada”, disse Toledo.

O deputado Gilvan Barros Filho (PSDB) defendeu que a matéria deveria ser melhor debatida no STF e no Congresso Nacional. “A movimentação ontem em Brasília foi uma forma legítima de se mostrar como se faz uma verdadeira manifestação, pacífica e com diálogo, mostrando verdadeiramente o que é a cultura da vaquejada. É preciso que se tenha uma lei que regulamente e, a partir daí, uma fiscalização. Quem tiver cometendo maus tratos aos animais que seja punido”, disse.

Dudu Hollanda solicitou ainda que a Presidência da Casa desse andamento ao projeto de sua autoria que declara vaquejada como patrimônio cultural imaterial do Estado de Alagoas. “Não podemos deixar acabar com esse esporte genuinamente nordestino que há mais de 100 anos é praticado no nordeste. Tenho muito orgulho de ser vaqueiro”, afirmou.

Comentários

MAIS NO TH