Polícia

20 de maio de 2020 15:17

Batalhões da PM da Região Norte reforçam ações contra descumprimento do decreto estadual

Ações devem ser intensificadas com o novo decreto que deve ser publicado ainda nesta quarta-feira (20) pelo Governo de Alagoas

↑ Militares estiveram na barreira sanitária montada numa das entradas de Porto Calvo (Foto: Ascom PM/AL)

Os dois batalhões da Polícia Militar de Alagoas da Região Norte, o 6º Batalhão, sediado em Maragogi, que abrange todos os municípios da Costa dos Corais e a 2ª Companhia da Polícia Militar Independente (2ª CPM/Ind), que engloba os municípios da Mata Norte, continuam com operações e ações desde a manhã da terça-feira, e que devem ser intensificadas com o novo decreto que deve ser publicado ainda nesta quarta-feira (20) pelo Governo do Estado, que trata das ações preventivas ao Covid-19.

Na manhã da terça-feira (19), o 6º Batalhão já realizou uma grande operação em pelo menos oito cidades da região com o objetivo de verificar o cumprimento do decreto estadual que trata das ações preventivas ao Codiv-19, bem como fazer um trabalho de conscientização junto aos moradores e comerciantes dessas localidades, que ainda insistem em descumprir as determinações. As equipes realizaram operações em Maragogi, Japaratinga, Porto de Pedras, São Miguel dos Milagres, Passo de Camaragibe, Matriz de Camaragibe, Porto Calvo e São Luís do Quitunde.

O comandante do 6º Batalhão, tenente-coronel Eliezer Lisboa, que esteve à frente das operações, afirmou nas redes socais que os policiais agiram de forma educativa, mas garantiu que a partir dessa quarta-feira, dia 20, vão agir rigorosamente de acordo com a lei. “Acabou a tolerância. O cidadão flagrado sem máscara e descumprido o decreto será encaminhado coercitivamente para a delegacia”, afirmou.

Do outro lado, na Mata Norte, que abrange os municípios de Flexeiras, Joaquim Gomes, Novo Lino, Colônia Leopoldina, Jacuípe, Jundiá e Campestre, a 2ª Companhia da Polícia Militar Independente (2ª CPM/Ind) informou que o descumprimento do decreto estadual que trata das medidas de distanciamento social por conta da pandemia do novo coronavírus acarretará em multas e prisões na área de atuação da corporação.

A mensagem do comandante da companhia, major Nilton Rocha, foi repassada em vídeo pedindo aos moradores das sete cidades que cumpram o decreto governamental e que a fiscalização também contará com o apoio do Ministério Público Estadual e das prefeituras. No vídeo o major frisa que “é importante que cada morador cumpra o decreto governamental das medidas contra a Covid-19, em uma ação conjunta entre a 2ª CPM, Ministério Público e as prefeituras dos municípios, que estão realizando operações e fiscalizações, uma vez que o descumprimento dessas medidas acarretarão em multas e prisões aos infratores”.

Fonte: Tribuna Hoje / Texto: Claudio Bulgarelli - Sucursal Região Norte

Comentários

MAIS NO TH