Polícia

13 de fevereiro de 2020 12:06

Briga entre famílias deixa 2 mortos e um ferido no Sertão

Agricultores efetuaram disparos e golpes de arma branca

Integrantes de duas famílias entraram em confronto na manhã desta quinta-feira (13), na área rural do município sertanejo de Mata Grande, e duas pessoas morreram e outra ficou gravemente ferida.

O caso foi registrado  no povoado Santana Cruz do Deserto, em Mata Grande.

As vítimas que morreram foram identificadas como Gilberto Batalha da Silva, conhecido como Beto, 40 anos, e Manoel Messias Batalha da Silva, 49 anos, e a que sobreviveu trata-se de Antônio Marcos Batalha da Silva, mais conhecido como Marcos.

Segundo a Polícia Civil (PC/AL), as vítimas são da família Benevito e vinham se desentendendo com a família Gastão, devido à invasão do gado delas a uma propriedade dos suspeitos. “O gado das vítimas tinha entrado na propriedade dos suspeitos e eles já tinham advertido os donos dos bichos para que resolvessem o problema”, disse o escrivão de polícia, Edmilson Correia.

Ainda de acordo com o agente policial, mesmo depois da advertência dos suspeitos, que se tratam de dois irmãos identificados como Jamerson e Janiel, uma vaca pertencente às vítimas entrou novamente no terreno deles e eles a abateram.

“Armadas com facas, as vítimas foram tomar satisfações com os suspeitos, que também estavam armados, mas com espingardas e revólveres, e atiraram nos desafetos, matando dois na hora e deixando um ferido. Eles foram mortos com tiros e golpes de faca, provavelmente, as próprias facas”, relatou o escrivão.

Gravemente ferido, Marcos foi levado para a unidade mista de saúde da cidade, de onde foi transferido para o Hospital Regional de Santana do Ipanema. O estado de saúde dele seria de risco de morte.

Quanto aos suspeitos, eles não foram localizados pelas equipes das polícias Civil e Militar, que estiveram no local para os primeiros levantamentos. O caso será investigado pelo delegado Thales Silva Araújo, titular da Delegacia Distrital de Polícia (29º-DP).

O Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca foi acionado para remoção dos corpos.

Fonte: Tribuna Hoje

Comentários

MAIS NO TH