Polícia

2 de fevereiro de 2020 16:36

Taxista que administrava grupo de Whatsapp alertando sobre blitz é detido em Maceió

Fazer alertas de bloqueios policiais é crime previsto no Código Penal

↑ Taxista estava sendo procurado por ser um dos administradores do grupo - Foto: PMAL

Na manhã desse sábado (1), durante Operação Integrada, mais um taxista suspeito de avisar em grupo de Whatsapp sobre locais onde acontecia blitzes de trânsito em Maceió e região metropolitana foi preso.

Equipes do BPRv, BPTran e SMTT deflagraram a ação que culminou na prisão do homem que já estava sendo procurado por ser um dos cabeças – administradores – do grupo.

Segundo a Polícia Militar, no momento da abordagem, no Centro de Maceió, o mesmo estava transportando passageiros de forma irregular. Ele foi detido e encaminhado à Central de Flagrantes para serem tomadas as medidas cabíveis, conforme preceitua o artigo 265 do Código Penal. A identidade do taxista não foi divulgada.

Prisão anterior

No último dia 29, outro taxista foi preso em flagrante pelo BPRv por repassar informações de blitzes e operações policiais em um grupo de mensagens eletrônicas. Ele foi detido em trecho da rodovia AL-101 Sul e levado para a Central de Flagrantes.

Fonte: Redação com assessoria PM/AL

Comentários

MAIS NO TH