Polícia

1 de dezembro de 2019 18:07

Homem é assassinado a tiros e facadas em São Miguel dos Milagres

Wilson Carneiro Costa, de 49 anos, o "Wilson do Riacho" foi a vítima do crime

↑ Cisp de Milagres (Foto: Claudio Bulgarelli / Arquivo)

Um homem conhecido como Wilson Carneiro Costa, de 49 anos, o “Wilson do Riacho”, foi cruelmente assassinado a tiros e facadas no fim da tarde de sábado, dia 30, quando se encontrava às margens da Estrada Parque Rota Ecológica, a antiga AL-101 Norte, no povoado do Riacho, em São Miguel dos Milagres. Segundo testemunhas, a vitima estava às margens da pista quando foi surpreendida pelos ataques a facadas e tiros. Ele não resistiu à ação criminosa e morreu ainda no local.

Até a chegada dos policiais da Força Tarefa do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) de São Miguel Milagres, o corpo, que foi coberto com um lençol, chamou a atenção de todos que passavam pelo lugar. Quando os militares e a ambulância chegaram ao local, nada mais podia ser feito. O suspeito, que conseguiu escapar, também não foi reconhecido por populares que se encontraram na rua naquele momento. Buscas foram realizadas, mas sem sucesso.

A Polícia Civil também compareceu ao local do crime e já deu início às investigações para saber a motivação e tentar prender a pessoa suspeita de cometer o crime que chocou os moradores de São Miguel dos Milagres.

Porto Calvo

Já em Porto Calvo uma dupla, formada por um jovem e um adolescente, foi flagrada com uma arma de fogo, também na tarde do sábado, por una equipe do Pelopes, pertencente ao 6º Batalhão da Polícia Militar, que estava passando pelo conjunto Oscar Cunha. Os policiais perceberam que os dois suspeitos tentavam esconder uma arma. Quando chegaram perto, os dois começaram a fugir.

Um dos suspeitos jogou a arma de fogo próximo a uma casa e a ação foi percebida pelos PM′s. Os policiais fizeram buscas e conseguiram deter a dupla e apreenderam um revólver calibre 22. Eduardo Henrique da Silva, de 18 anos, e um adolescente de 15 anos, foram encaminhados para a Delegacia Regional de Matriz de Camaragibe, onde a Polícia Civil tomou as providências legais.

Fonte: Tribuna Hoje / Texto: Claudio Bulgarelli - Sucursal Região Norte

Comentários

MAIS NO TH