Polícia

4 de novembro de 2019 11:13

Operação Contrafração: Polícia Civil combate falsificação de documentos públicos

Um dos integrantes da organização criminosa é um policial militar da reserva que foi preso em flagrante delito

↑ Delegado Thiago Prado, da Deic, comandou a operação (Foto: ASCOM PC)

Equipes da Divisão Especial de Investigação e Capturas, comandados pelo delegado Thiago Prado, deflagraram nesta segunda-feira (4), uma operação policial com o objetivo de desarticular uma organização criminosa que atuava na falsificação de documentos públicos, fraudes e estelionatos.

Os integrantes do grupo criminoso, liderado um homem conhecido como Cícero, falsificavam documentos, copiando dados de pessoas, e com isso adquiriam cartões de créditos, financiavam veículos e até mesmo comercializavam documentos falsos, gerando grande prejuízo aos comerciantes de Maceió, São Miguel dos Campos e no Estado de Pernambuco.

A operação, deflagrada após quatro meses de investigações, foi concluída com êxito no cumprimento de todos os doze mandados de busca e apreensão e de prisão temporária, expedidos pela 17a Vara Criminal da Capital. As ações ocorreram nas cidades de Maceió e Marechal Deodoro.

Cícero Antônio Pontes, de 54 anos, líder do grupo, e Claudemi Oliveira Carvalho, 62 anos, foram flagrados em posse de documentos falsos, sendo autuados em flagrante delito.

Um dos presos é um policial militar da reserva. No momento da prisão, Marcos Antônio de Souza se encontrava com um documento de identidade falsificado e, por isso, foi preso em flagrante delito. Na ocasião, uma guarnição da Rádio Patrulha foi acionada para efetuar a condução do policial preso.

Também foram presos José Zacarias Guimarães Júnior, de 44 anos, Maria Santa da Silva Pontes, 52 anos, e Rita Duarte Araújo Santos, 44 anos.

Fonte: Ascom PC

Comentários

MAIS NO TH