Polícia

26 de julho de 2019 11:08

Jovem assassinado durante a manhã em Porto Calvo

↑ (Foto: Ilustração)

Um jovem identificado como Nironde Silva foi assassinado a tiros na manhã desta sexta-feira na Rua do Alecrim, na parte central de Porto Calvo, região Norte de Alagoas. O suspeito de cometer o homicídio conseguiu fugir depois de ter efetuado vários disparos que atingiram a cabeça da vitima, que morreu no local. Agentes da Guarda Municipal foram ao local e aguardam policiais do Sexto Batalhão. Os motivos do assassinato ainda são desconhecidos. A Polícia Civil também vai investigar a ação criminosa para tentar prender o suspeito.

Na tarde desta quinta-feira (25), também em Porto Calvo, um jovem e um adolescente foram baleados nas proximidades do assentamento Maciape, zona rural do município. Eles foram encaminhados ao hospital municipal, onde foram medicados.

Já em Maragogi, os três corpos que foram encontrados enterrados em uma cova rasa na tarde de quinta-feira, no povoado de Peroba, provavelmente são de moradores de São José da Coroa Grande, Pernambuco. Segundo a Polícia Civil do município, pessoas que se dizem familiares das vítimas foram ao local e reconheceram por conta das roupas que eles estavam usando. Tratam-se provavelmente de Isaura Caterine Conceição de Campos, 18 anos; Pamela Fernanda da Silva, 14 anos e Wellington Vinícius da Silva, de 18 anos.

De acordo com os parentes, o trio estava desaparecido há cerca de um mês. O reconhecimento foi feito por conta das roupas e tatuagens. As vítimas viviam no povoado Várzea do Una, em São José da Coroa Grande, cidade que fica na divisa de Pernambuco com Alagoas, fazendo limite com Maragogi.

Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal, em Maceió, onde deverão passar por exames de DNA, apesar do reconhecimento informal dos familiares. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, sob a liderança do delegado Ailton Soares Prazeres.

A primeira linha de investigação tem conexão com o tráfico de drogas, já que uma guerra entre facções criminosas amedronta os moradores de Barreiros e São José da Coroa Grande.

Fonte: Claudio Bulgarelli / Sucursal Região Norte

Comentários

MAIS NO TH