Polícia

16 de julho de 2019 08:27

Acusada de mandar matar médico é condenada a 19 anos e 3 meses de prisão

Silvana Lins é acusada de pagar R$ 2 mil para homem assassinar seu ex-namorado no ano de 2007

↑ Silvana Lins foi condenada a 19 anos e 3 meses de prisão (Foto: Dicom TJAL)

Foi condenada a 19 anos e 3 meses de reclusão a mulher acusada de mandar assassinar o médico Francisco Rodrigues Freire em 2007, no bairro do Prado, em Maceió. O julgamento de Silvana de Oliveira Lins Macêdo aconteceu nesta segunda-feira (15) no Fórum do Barro Duro.

A acusação aponta que a mulher pagou R$ 2 mil para  Aldreis dos Santos Oliveira tirar a vida do endocrinologista. Ele foi condenado em 2014 como autor material do crime

O júri foi conduzido pelo juiz John Silas. Ao receber o resultado do julgamento, que se estendeu até a madrugada desta terça-feira (16), Silvana Lins passou mal e precisou ser levada a um hospital particular de Maceió.

Caso

O crime ocorreu em junho de 2007, na capital. Francisco Rodrigues Freire, de 54 anos, foi baleado e não resistiu aos ferimentos.

Em setembro de 2014, o réu Aldreis dos Santos Oliveira foi condenado a 22 anos e 5 meses de reclusão pelos disparos efetuados contra a vítima. A defesa, no entanto, interpôs recurso e o Tribunal de Justiça de Alagoas reformou a pena, fixando-a em 19 anos.

Para o Ministério Público, a mandante do crime foi Silvana Macêdo, que supostamente não se conformava com o término do relacionamento e com o fato de não ter sido reconhecida a união estável entre ela e o médico.

Fonte: Redação / Tribuna Hoje

Comentários

MAIS NO TH