Polícia

10 de julho de 2019 09:07

Operação detém 10 pessoas e apreende dois menores em Maceió e região metropolitana

Suspeitos de roubos, tráfico de drogas e tentativas de homicídios foram presos

↑ Os presos estão sendo encaminhados para o Code (Foto: Tribuna Hoje/Arquivo)

Uma operação, deflagrada por delegacias distritais e especializadas da Capital e Região Metropolitana, na manhã desta quarta-feira (10), prendeu 10 pessoas e apreendeu dois menores menor.

A ação, coordenada pela delegada Ana Luíza Nogueira, gerente de Polícia Judiciária da Região 1 (GPJ-1), mobilizou policiais civis e militares para o cumprimento de mandados expedidos pela Justiça.

Os presos foram identificados como Carlos Eduardo Pereira de Lima, 19 anos; Alisson da Silva Santos, 19; Adriano Oliveira, 32; Adonis Lucas da Silva Lira, 25; Carlos Henrique Vieira da Silva, 32, Abraão Santos Correia, 61, e Josivânio Silva dos Santos, 35; Jean Farias da Silva, 25; Anderson da Silva Tenório, 26, e Max Well Bezerra Santos, de 18 anos. Dois adolescentes de 17 anos foram apreendidos.

Todos os presos estão envolvidos em crimes de tentativas de homicídios, roubo e tráfico de drogas, e foram levados para o Complexo de Delegacias Especializadas (Code), no bairro de Mangabeiras, para os procedimentos policiais cabíveis.

A ação policial, que teve o apoio do delegado-geral Paulo Cerqueira, segundo a delegada Ana Luíza Nogueira, foi realizada na capital e nas cidades de Rio Largo, Marechal Deodoro e Barra de Santo Antônio, e deverá promover a redução da criminalidade tanto na Capital como nos municípios que formam a Região Metropolitana.

A operação teve a participação, também, de policiais dos 2º, 4º e 8º Distritos da Capital, Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoas – DHPP, Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DRN) Delegacia Especializada de Roubos, Delegacia dos Crimes Contra a Criança, e das distritais de Rio Largo (12º DP), Marechal Deodoro (17º DP) e Barra de Santo Antônio (19º DP). A Ação teve ainda o apoio tático da Operação Policial Litorânea (Oplit) e do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Militar.

Fonte: Tribuna Hoje

Comentários

MAIS NO TH