Polícia

3 de abril de 2019 16:32

Polícia Civil recupera carro envolvido em golpe do OLX e identifica estelionatário

Suspeito foi identificado como Eriberto Mendes da Silva, 39 anos, conhecido como 'Beto'

↑ Automóvel Audi recuperado pela Polícia Civil de Alagoas (Foto: Ascom PC/AL)

O Grupo de Investigação da Delegacia Geral (GIDG) da Polícia Civil conseguiu recuperar, esta semana, um automóvel envolvido em golpe do OLX e apreender o veículo roubado utilizado pelo estelionatário.

O caso investigado se iniciou através de um anúncio de venda de automóvel Audi, cujo proprietário teve contato com o estelionatário identificado como Eriberto Mendes da Silva, 39 anos, conhecido como “Beto”, que dizia ser vendedor e que o carro exigia clientes especiais. Dizia ainda possuir uma carteira de pessoas de bom poder econômico e que, por certo, comprariam o automóvel.

No encontro, o estelionatário chegou em um automóvel Cruze e ofereceu este automóvel à vítima por R$ 15 mil, explicando que seria esse valor, por haver uma ação revisional na Justiça. A vítima se interessou e chegou a fazer uma transferência de R$ 12 mil para a conta indicada por Eriberto.

Após fechar a negociação, o estelionatário conseguiu sair com o Audi dizendo que iria providenciar a venda do carro, deixando o Cruze em poder da vítima. Como demorava, esta ligou para ele, e o golpista disse que estaria indo para a Bahia onde seria mais fácil concretizar a venda.

O proprietário do Audi, desconfiado, fez uma consulta em relação a procedência do Cruze e descobriu que havia uma queixa de roubo. Foi aí que a vítima percebeu que havia caído em um golpe.

A partir dessas informações, o GIDG iniciou as investigações e identificou o golpista e recuperou o Audi, na segunda-feira (1), em um hotel na cidade de Anápolis, Estado de Goiás, mas o estelionatário conseguiu fugir. A PC alagoana informou também ao proprietário do Cruze que o carro havia sido recuperado em Maceió, uma vez que o veículo é de Goiânia (GO).

As investigações constataram também que Eriberto já tem vários boletins de ocorrência por apropriação indébita, estelionato, receptação e furto de veículos, inclusive já foi preso em Maceió, em abril de 2017, por receptação.

Fonte: Ascom PC/AL

Comentários

MAIS NO TH